SOURCE: Americas Conference

September 30, 2009 10:32 ET

13th Annual Americas Conference inaugurada em Coral Gables abordando os Desafios Emergentes e Estabilidade Política na América Latina e no Caribe

CORAL GABLES, FL--(Marketwire - September 30, 2009) - A Conferência das Américas, apresentada pelo The Miami Herald, Estado da Flórida, Florida International University (FIU) e Banco Mundial, foi inaugurada hoje no The Biltmore Hotel em Coral Gables. Líderes políticos, economistas e acadêmicos de toda a região participaram de vários fóruns concentrados nos desafios emergentes e na estabilidade política da região. Os panelistas falaram sobre a visão geral do hemisfério durante esta ocasião tão importante quando serão realizadas sete eleições nos próximos treze meses.

Augusto de la Torre, Economista Principal para a América Latina e Caribe do Banco Mundial inaugurou a Conferência com uma apresentação sobre a América Latina depois da crise. Ele comentou que "o pior já passou". Mas avisou que ainda restaram muitos pontos fracos. No entanto, ele disse que a América Latina está bem posicionada e "pode ajudar o mundo muito mais do que as pessoas imaginam". A economia da América Latina no geral é quase tão grande quanto a da China, porém com um consumo muito maior. Para aproveitar bem esta recuperação, a América Latina tem que acelerar sua agenda voltada para a produtividade pois "a região ainda está atrás da Ásia em termos de inovação e de produtividade".

O Primeiro-Ministro das Bahamas Hubert Alexander Ingraham, deu início ao seu discurso principal confirmando que as Bahamas não pedirão assistência financeira após a grande recessão. Ele disse que: "Estamos tendo muito cuidado para conter a elevação do débito em proporção ao PNB para que a nossa capacidade de resposta rápida não seja afetada e possamos nos recuperar para as fortunas econômicas globais".

O Presidente da Costa Rica, Oscar Arias fez um discurso na Conferência durante o almoço de hoje. O agraciado do Prêmio Nobel da Paz mencionou a situação de Honduras nos seus comentários. Arias disse que o presidente interino de Honduras, Roberto Micheletti, informou ontem que cancelaria algumas das medidas de emergência que o governo estabeleceu durante o fim de semana. Micheletti se reunirá com o Congresso e com os tribunais para cancelar as medidas que limitam a mídia e o direito de reunião das pessoas. Arias disse que criaria um ambiente para eleições livres e abertas no dia 29 de novembro. "A crise não vai ser solucionada somente com as eleições", disse Arias. "E sim com eleições que sejam reconhecidas por todos".

Outros painéis durante o dia falaram sobre as principais figuras e as políticas críticas da região, além de apresentarem uma discussão sobre os negócios de Cuba. Os panelistas foram Everett Eissenstat, Assistente do representante comercial dos EUA para as Américas, Janet Ballentyne, Administradora Assistente interina do LAC Bureau, USAID e Sergio M. Alcocer, Secretário Geral da Universidad Nacional Autonoma de Mexico, entre outros.

A Conferência foi encerrada com uma palestra do ex-Presidente dos EUA e atual Enviado Especial das Nações Unidas, Bill Clinton. Clinton enfatizou repetidamente que os líderes do nosso hemisfério reconhecem que as Américas são totalmente interdependentes, que o nosso futuro está ligado aos dos nosso vizinhos e que o Haiti tem um papel fundamental no futuro do hemisfério.

Clinton se concentrou no fato de que, duzentos anos atrás, o Haiti era a ilha mais rica do Caribe. Atualmente, a grande maioria da sua população ganha menos de 2 dólares por dia. No entanto, esta é a hora de "reconstruir um Haiti ainda melhor". Esta é a hora com a melhor chance de sucesso, de acordo com Clinton.

O objetivo de Clinton é coordenar o trabalho de muitas ONGs do Haiti. Clinton está concentrado na economia sustentável. Existe a necessidade de criar empregos, que as pequenas e médias empresas tenham acesso ao crédito, e a classe média precisa melhorar. Temos que construir estradas, reflorestar as florestas e proporcionar água potável.

A Conferência continuará amanhã com os principais líderes do hemisfério. Uma palestra de Dan Restrepo, assistente especial do Presidente Obama e Diretor Sênior dos Assuntos do Hemisfério Ocidental do Conselho das Nações Unidas, encerrará o evento. Para a agenda completa, acesse www.americasconference.com

The Miami Herald Media Company

A The Miami Herald Media Company (MHMC) publica o The Miami Herald, ganhador de 20 Prêmios Pulitzer, e El Nuevo Herald, ganhador do prêmio internacional Ortega y Gasset para publicações em espanhol. Juntos, os nossos jornais são lidos por mais de 1,5 milhões de pessoas em papel e online no MiamiHerald.com e no elNuevoHerald.com.

O MHMC também publica o Miami.com e o Miami.com en Español, dois guias interativos mais compreensivos do Sul da Flórida de entretenimento e de atrações locais para residentes e turistas. O MHMC gera conteúdo para todos os tipos de mídia, inclusive vídeo, formatos sem fio e transmissões de rádio na WLRN/Herald News, além de publicações personalizadas para hotéis, companhias aéreas e outros clientes.

Para mais informações, acesse nossos websites: www.MiamiHerald.com, www.elNuevoHerald.com, www.Miami.com.

Contact Information



  • Contato:
    Maritza Arceo
    305-347-4321