SOURCE: Digicel Group

January 13, 2010 21:04 ET

Declaração da Digicel sobre o terremoto no Haiti

KINGSTON, JAMAICA--(Marketwire - January 13, 2010) - A Digicel está profundamente triste e preocupada com a devastação causada pelo terremoto de 7.0 que atingiu o Haiti ontem.

Embora o nosso prédio Turgeau tenha resistido ao terremoto de ontem em Porto Príncipe e tenhamos conseguido evacuar todos os nossos 900 funcionários, temos a triste obrigação de confirmar a morte de dois dos nossos funcionários.

Estamos profundamente chocados e tristes com estas perdas terríveis e gostaríamos de dar os pêsames e condolência aos parentes, amigos e colegas destes dois funcionários nesta hora tão triste.

Quanto à rede Digicel, ela foi danificada pelo terremoto mas está funcionando. Devido a quantidade sem precedentes de pessoas que estão tentando se comunicar com parentes e amigos no Haiti, tivemos problemas -- e ainda estamos tendo problemas -- de grande congestionamento. Gostaríamos de esclarecer que a rede está funcionando, no entanto, pode ser que algumas pessoas tenham dificuldades para fazer e receber chamadas.

Hoje cedo enviamos uma equipe de técnicos experts para o Haiti para que pudessem avaliar exatamente a situação em campo e o tipo de suporte que a equipe no Haiti precisa em termos de equipamento de rede e de auxílio de emergência.

Fizemos uma doação de US$5 milhões para as ONGs (Organizações Não Governamentais) do Haiti em apoio ao trabalho massivo de assistência para com a reconstrução do Haiti.

Também abriremos linhas de doações nas próximas horas para que o público possa fazer doações para a população do Haiti -- trabalho que será apoiado por uma campanha de apelo na imprensa, rádio e TV.

Sem a menor dúvida, estamos profundamente entristecidos. Este é um dia muito triste para a Digicel e para as pessoas do Haiti e faremos todo o possível para dar o apoio tão necessário aos trabalhos de assistência. Agradecemos muitíssimo o espírito de equipe e as ofertas de apoio de toda a organização, inclusive por parte de ex-funcionários, que são tão necessárias. Faremos uma avaliação hoje das necessidades específicas e de ajuda e tomaremos as providências necessárias para levar estas pessoas para o Haiti assim que possível.

As pessoas do Haiti nos receberam de braços abertos quando entramos no país em 2006 e estamos determinados a dar o apoio necessário neste momento. Estamos orando pelas pessoas do Haiti e gostaríamos de garantir que a Digicel está pronta para dar todo o auxílio necessário nesta hora tão difícil.

Continuaremos a emitir boletins sobre a situação.

Contact Information