SOURCE: Number Resource Organization

January 19, 2010 08:00 ET

Menos de 10% dos endereços IPv4 ainda não estão alocados, disse a Number Resource Organization

Acionamento do IPv6 -- o protocolo de Internet da próxima geração -- é vital para o contínuo desenvolvimento da Internet

AMSTERDÃ, HOLANDA--(Marketwire - January 19, 2010) - A Number Resource Organization (NRO), a representante oficial dos cinco Regional Internet Registries (RIRs - Registros Regionais da Internet) que administra a alocação de toda a numeração da Internet, anunciou hoje que menos de 10% dos endereços IPv4 disponíveis ainda não foram alocados. Esta pequena quantidade de endereços de IP disponíveis é um momento crítico para a exaustão dos endereços IPv4 que afetará o futuro das operações de rede de todas as empresas e organizações do mundo.

"Este é um marco para o crescimento e o desenvolvimento da Internet global", observou Axel Pawlik, Chairman da NRO. "Com menos de 10% de todos os endereços IPv4 ainda disponíveis para alocação pelos RIRs, é vital que a comunidade da Internet tome medidas pensadas e determinadas para garantir a adoção global do IPv6. Com os endereços IPv4 limitados não teremos recursos suficientes para alcançar os objetivos ambiciosos que temos para um acesso global à Internet. O acionamento do IPv6 é um desenvolvimento de infraestrutura principal que viabilizará que a rede possa suportar bilhões de pessoas e dispositivos a serem conectados nos próximos anos", acrescentou Pawlik.

O Protocolo de Internet é um conjunto de regras técnicas que definem como os dispositivos devem se comunicar através de uma rede. Atualmente, existe duas versões de IP, o IPv4 e o IPv6. O IPv6 é um sistema de numeração moderno com uma quantidade maior de recursos do que o IPv4. Com tão poucos endereços de IPv4 restantes, a NRO pede que as pessoas interessadas do setor de Internet iniciem imediatamente o planejamento para os investimentos necessários para o acionamento do IPv6.

A NRO, em conjunto com cada RIR, tem promovido o acionamento do IPv6 há vários anos através de programas de base, palestras, conferências e divulgação na mídia. Até o momento, esses trabalhos conjunto trouxeram resultados positivos no incentivo para a adoção do IPv6.

Devido a esse marco de menos de 10%, a NRO continua a pedir que os interessados no setor da Internet, incluindo os governos, fornecedores, empresas, operadoras de telecomunicações e usuários finais cumpram seus papéis na adoção do IPv6, principalmente:

--  O setor de negócios deve oferecer serviços e plataformas para IPv6, 
    incluindo hospedagem e equipamento de web, garantindo o acesso para os 
    usuários de IPv6. 
--  Fornecedores de software e hardware devem implementar suporte para IPv6 
    nos seus produtos para garantir a sua disponibilidade no padrão de produção 
    quando necessário. 
--  Os governos devem liderar por exemplo tornando o seu conteúdo e 
    serviços disponíveis através de IPv6 e incentivar os trabalhos de acionamento 
    de IPv6 nos seus países. Os requerimentos de IPv6 nas políticas de compras governamentais 
    são críticos no momento. 
--  A sociedade civil, incluindo as organizações e usuários finais, deve 
    pedir que todos os serviços recebidos dos seus ISPs e fornecedores sejam capacitados para IPv6, 
    para criar a demanda e garantir a disponibilidade competitiva dos serviços 
    IPv6 nos próximos anos. 
    

A campanha da NRO para a promoção da próxima geração de Protocolo de Internet, continua a afetar a comunidade da Internet. A alocação de IPv6 aumentou quase 30% em 2009, com os membros da comunidade reconhecendo os benefícios do IPv6.

"Muitos formadores de opinião não sabem quantos dispositivos exigem endereços de IP - telefones celulares, laptops, servidores, roteadores, e muito mais", disse Raul Echeberria, Secretário da NRO. "O número de endereços IPv4 disponíveis está diminuindo rapidamente e, se a comunidade global da Internet não reconhecer isso, sofrerá graves consequências no futuro próximo. Por isso, a NRO está trabalhando para informar a todos, desde as operadoras de rede até os altos executivos e representantes do governo, sobre a importância da adoção do IPv6", acrescentou Echeberria.

Os endereços de IP são alocados pela Internet Assigned Numbers Authority (IANA - Entidade de Atribuição de Números de Internet), uma empresa contratada pela Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN - Corporação da Internet para Atribuição de Nomes e Números). A IANA distribui endereços de IP para os RIRs que, por sua vez, os atribui para os usuários de suas respectivas regiões. "A comunidade da Internet tem que agir agora", disse Rod Beckstrom, Presidente e CEO da ICANN. "Para que a Internet global crescer e prosperar sem limites, temos que incentivar à rápida adoção do protocolo IPv6".

Nota para os Editores

Number Resource Organization (NRO):

A Number Resource Organization (NRO) é o mecanismo de coordenação de cinco Regional Internet Registries (RIRs - Registros Regionais da Internet). Os RIRs -- AfriNIC, APNIC, ARIN, LACNIC e RIPE NCC -- garantem a distribuição justa e equitativa da numeração da Internet (endereços IPv6 e IPv4 e números de Autonomous System (AS - Sistemas Autônomos) nas suas respectivas regiões. A NRO existe para proteger os recursos de numeração de Internet não alocados, promover o processo de desenvolvimento da política aberta e de consenso, e proporcionar um único ponto de contato para a comunicação com os RIRs. Para mais informações sobre a NRO, acesse www.nro.net/media.

Regional Internet Registries (RIRs)

Os cinco Regional Internet Registries (RIRs - Registros Regionais da Internet) da NRO são organizações independentes sem fins lucrativos que dão suporte à infraestrutura da Internet com a coordenação técnica. A Internet Assigned Numbers Authority (IANA - Autoridade de Atribuição de Números de Internet) aloca blocos de endereços de IP e ASNs, mais conhecidos como numeração da Internet, para os RIRs que, por sua vez, os distribui para os usuários de regiões específicas. As organizações que recebem os números diretamente dos RIRs são os Internet Service Providers (ISPs - Provedores de Serviço de Internet), organizações de telecomunicações, grandes corporações, governos, instituições acadêmicas, pessoas com interesse no setor e os usuários finais.

O modelo RIR de participação aberta e transparente tem tido sucesso em atender às rápidas mudanças do ambiente da Internet. Cada RIR promove uma ou duas reuniões abertas ao ano, e facilita discussões online com a comunidade para permitir a troca aberta de ideias da comunidade técnica, do setor de negócios, sociedade civil e regulamentadores governamentais.

Os cinco RIRs são:

--  AfriNIC, http://www.afrinic.net - África 
--  APNIC, http://www.apnic.net - Ásia-Pacífico 
--  ARIN, http://www.arin.net - Canadá, muitas ilhas do Caribe e do Norte do Atlântico 
    e os Estados Unidos 
--  LACNIC, http://www.lacnic.net - América Latina e Caribe 
--  RIPE NCC, http://www.ripe.net - Europa, Oriente Médio e partes da 
    Ásia Central
    

Contact Information