SOURCE: Americas Petrogas Inc.

Americas Petrogas Inc.

May 31, 2012 23:26 ET

Americas Petrogas anuncia resultado positivo no primeiro trimestre de 2012

Netback operacional (1) aumentou $5,8 milhões ou 467%; Aumento da receita líquida de 350%; Fluxo positivo de fundos das operações (2) de $4.8 milhões; $97,3 milhões em caixa e investimentos

CALGARY, ALBERTA--(Marketwire - May 31, 2012) - A Americas Petrogas Inc. ("Americas Petrogas" ou a "Empresa") (TSX VENTURE: BOE) anunciou uma produção recorde nos blocos Medanito Sur e Rinconada Norte. Além disso, durante o trimestre a Empresa deu continuidade ao seu plano de investimento nos terrenos de petróleo e de gás na, Argentina e seus projetos de potássio, fosfatos e outros minérios no Deserto de Sechura, Bayovar, Peru.


Destaques e desenvolvimentos recentes no primeiro trimestre                            

--  Netback operacional recorde de $7.082.158 ou $45,86 por barril
    no primeiro trimestre de 2012 comparado com $1.247.796 ou $26,49 por
    barril durante o mesmo período em 2011. Veja nota (1). 
--  Fluxo de caixa positivo recorde das operações no trimestre - fluxo de 
    fundo positivo das operações de $4.789.281 nos três meses encerrados 
    em 31 de março de 2012 comparado com o fluxo de fundos negativo de 
    $237.883 durante o mesmo período em 2011. Veja nota (2). 
--  Aumento da receita líquida de $7,1 milhões comparado com o mesmo 
    trimestre em 2011, aumento de mais de 350%. 
--  $97,3 milhões de caixa consolidado, equivalente de caixa e investimentos
    de curto prazo em 31 de março de 2012. 
--  Recebimento de licença de exploração de 25 anos concedida pelo governo
    da província para o bloco Medanito Sur em março de 2012. 
--  Com a parceira de joint venture ExxonMobil, concluiu a perfuração e 
    revestimento do poço LTE.x-1 no bloco Los Toldos II. O poço encontrou 
    343 metros ou 1125 pés da Formação de Xisto foco de Vaca Muerta com 
    indícios encorajantes de hidrocarboneto. 
--  Com a parceira de joint venture Apache, iniciou um programa de teste 
    de produção de longo prazo no poço Hua.x-1 no bloco Huacalera. O programa
    de teste inicial está focado em um dos vários intervalos prospectivos da
    formação de Vaca Muerta (1742 pés aproximados de espessura bruta) com planos
    subsequentes de teste da formação Mulichinco (459 pés aproximados de espessura
    bruta). 
--  Levantamento de $70,8 milhões a $3,50 por ação com um financiamento conjunto
    com um grande banco canadense de $60,1 milhões e um financiamento não
    agenciado de $10,7 milhões.  
--  Início da construção das nossas instalações de petróleo para o processamento
    inicial de aproximadamente 6.300 barris de petróleo por dia.  
--  Perfuração de poços adicionais de salmoura e testes de bombeamento no Peru. 
--  Exploração adicional de fosfatos e outros minérios no Peru. 

Previsão                                                                     

--  Com a conclusão dos recentes financiamentos e o crescente fluxo de caixa
    da venda de petróleo, a Empresa está em uma posição invejável para ampliar
    sua produção e reservas com a perfuração convencional e não convencional
    . No futuro próximo, a Empresa pretende
    perfurar mais poços não convencionais com foco principal no xisto de Vaca Muerta
    -- bloco em Totoral 90% nosso, e nos nossos blocos Los Toldos
    com a parceira de joint venture ExxonMobil, e em outros blocos. 
--  O programa de capital para poços convencionais serão dirigidos principalmente
    para o nosso grande estoque de perfuração para anos, incluindo o estoque
    de poços convencionais de aproximadamente 500 locais, a grande maioria
    poços de desenvolvimento. E o mais importante, nossa equipe técnica e operacional,
    cuja produção cresceu aproximadamente 227% no primeiro trimestre de 2011, utilizará
    seu sucesso no nosso programa de perfuração em andamento nos poços
    convencionais e de xisto. Esperamos relatar nossos futuros sucessos
    oportunamente.  
--  A Empresa está posicionada para aumentar a produção, aprimorar as reservas
    e ter crescimento sólido com os seus grandes programas de perfuração convencionais
    e não convencionais em 2012 e 2013.  

"O sucesso inicial do programa de perfuração convencional da Americas Petrogas em 2012 aumentou substancialmente a produção e o fluxo de caixa dos blocos orientais", disse Barclay Hambrook, Presidente e CEO da Americas Petrogas Inc. "Vários destes novos poços foram perfurados após o recebimento da licença de perfuração de 25 anos para no Medanito Sur e são o primeiro grupo de aproximadamente 30 poços de desenvolvimento convencionais, de avaliação e de exploração planejados para este ano e o próximo ano. Ao executar o nosso plano, iremos acelerar a expansão das nossas instalações de petróleo de propriedade da empresa. Além disso estamos nos preparando para a perfuração de 10 poços não convencionais tendo como objetivo principal Vaca Muerta Shale. Nestes poços estão incluídos os já perfurados no bloco onde temos 90 % em Totoral, a ser perfurados com a nossa parceira de joint venture ExxonMobil nos blocos Los Toldos e outros.

Resultados financeiros e operacionais

Cópias das Demonstrações Financeiras Consolidadas e suas Discussão e Análise da Gerência ("MD&A") do trimestre foram protocoladas no perfil da Empresa no www.sedar.com e também estão disponíveis no website da Empresa no www.americaspetrogas.com. Todos os valores são em dólar canadense, exceto quando mencionado em contrário.


                             Trimestre encerrado       Semestre encerrado     
                             31 de março de 2012       31 de março de 2011       
----------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------
                               Total  por barril          Total  por barril 
                         ------------------------   ------------------------

Barris de petróleo vendidos   154,439                    47,119             

Receita bruta venda petr $ 11,627,807   $  75.29   $  2,573,504   $   54.62 
Royalties                 (2,544,183)     (16.47)      (585,723)     (12.43)
Custo de produção         (2,001,466)     (12.96)      (739,985)     (15.70)
----------------------------------------------------------------------------
Netback operacional(1)  $  7,082,158   $   45.86   $  1,247,796   $   26.49 
----------------------------------------------------------------------------

Fluxo de fundos das                                                             
 operações(2)           $  4,789,281               $   (237,883)            
  Por ação - básica e                                                     
   diluída(2)           $       0.02               $       0.00             

Prejuízo líquido atribuído aos                                                    
 proprietários da Emp.  $ (3,812,288)              $ (6,631,007)            
  Por ação - básica e                                                     
   diluída              $      (0.02)              $      (0.04)            

Adições de capital      $ 10,878,214               $  2,441,575             

Ações ordinárias médias                                                     
 ponderadas em  circ.    194,527,273                162,799,150             

                                           31 março 2012   31 dezembro 2011
----------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------

Caixa e equivalentes de caixa                $ 57,553,246       $ 27,762,717

Investimentos de curto prazo(3)              $ 39,783,340       $ 28,768,630

Ativo circulante                             $106,256,710       $ 60,771,658

Passivo                                      $ 17,388,471       $ 28,829,896

Capital de giro(4)                           $ 88,868,239       $ 31,941,762

Débito a longo prazo                         $          -       $          -

Notas:                                                                      
(1) Netback operacional é uma medida não-IFRS calculada como receita das   
    vendas de petróleo menos os royalties e custos de produção. Netback 
    operacional usado como indicador da performance operacional, lucratividade 
    e liquidez. Netback operacional não tem um significado padronizado       
    prescrito pelo IFRS. É improvável que as medidas não-IFRS sejam comparáveis          
    com medidas semelhantes apresentadas por outras empresas. Veja        
    reconciliação acima.                                                   

(2) Fluxo de fundos das operações é uma medida IFRS adicional porque é 
    apresentando na demonstração consolidada de fluxo de caixa. Fluxo de 
    fundos das operações e fluxo de fundos das operações por ação são usados 
    para analisar e performance operacional e liquidez. Fluxo de fundos das 
    operações é calculado como caixa líquido gerado de (usado por) atividades 
    operacionais (de acordo com o IFRS) antes das mudanças no capital de giro  
    não caixa. Fluxo de fundos das operações por ação calculado com a divisão 
    do fluxo de fundos das operações pelo número de ações médias ponderadas das 
    ações em circulação. Fluxo de fundos das operações não deve ser considerado 
    uma alternativa ou mais significante que o caixa líquido gerado de (usado 
    por) atividades operacionais determinadas pelo IFRS.         

(3) Investimentos de curto prazo são investimentos bancários e outros instrumentos    
    de classificação de crédito que são atuais por natureza, com um prazo de 
    vencimento superior a três meses quando comprados e que não são resgatáveis     
    pelo valor nominal por demanda.                                     

(4) Capital de giro é uma medida não-IFRS calculada como ativo real menos o      
    passivo real. Capital de giro é usado para avaliar a liquidez e gerar      
    solidez financeira. Capital de giro não tem um significado padronizado
    indicado pelo IFRS. É improvável que as medidas não-IFRS sejam comparáveis  
    com medidas semelhantes apresentadas por outras empresas. Capital de giro 
    não deve ser considerado uma alternativa nem mais significativa que o  
    ativo real ou o passivo real de acordo com o IFRS.                                     

Receita

A produção de petróleo continuou nos blocos convencionais da Empresa. A receita com a venda líquida de petróleo da Empresa, após a dedução dos royalties, aumentou 357% comparado com o primeiro trimestre de 2011 e 176% comparado com o quarto trimestre de 2011. Nos três meses encerrados em 31 de março de 2012, a Empresa apresentou uma receita bruta de venda de petróleo de $11.627.807 e uma receita líquida com a venda de petróleo, após a dedução dos royalties, de $9.083.624 comparado com a receita líquida com a venda de petróleo, após a dedução dos royalties, de $1.987.781 no primeiro trimestre de 2011. Em março de 2012, a Empresa recebeu uma licença de exploração de 25 anos para o bloco de Medanito Sur e deu início ao seu programa de perfuração.

Prejuízo líquido

A Empresa apresentou um prejuízo líquido atribuído aos proprietários da Empresa de $3.812.288 ou $0,02 por ação nos três meses encerrados em 31 de março de 2012 comparado com um prejuízo líquido de $6.631.007 ou $0,04 por ação no mesmo período em 2011. A redução do prejuízo líquido nos três meses encerrados em 31 de março de 2011, pode ser atribuída a: (i) aumento do lucro com as vendas de petróleo em 2012 e (ii) e um prejuízo não-caixa registrado em 2011 com a conversão de opções associadas com a nota promissória conversível.

Fluxo de caixa

Quanto ao fluxo de fundos das operações (uma medida IFRS adicional), a Empresa gerou uma entrada de fluxo positiva de $4.789.281 ou $0,02 por ação durante os três meses encerrados em 31 de março de 2012 comparado com uma saída de fluxo de $237.883 (insignificante por valor de ação) durante o mesmo período em 2011. O fluxo de fundos das operações reflete o caixa líquido gerado de (usado pelas) atividades operacionais (determinado pelo IFRS) antes das mudanças no capital de giro não-caixa. Por outro lado, reflete a receita líquida (prejuízo) na demonstração de receita, ajustado para os itens não-caixa da receita (prejuízo), mas não limitado a, depleção e depreciação, compensação baseada em ação e itens de câmbio de moeda não realizados.

Durante os três meses encerrados em 31 de março de 2012, a Empresa usou $2,2 milhões do caixa das atividades operacionais (incluindo as mudanças na contas do capital de giro não-caixa), comparado com o mesmo período de 2011 quando a Empresa gerou $0,8 milhões das atividades operacionais (incluindo as mudanças nas contas de capital de giro não-caixa). A saída de caixa de 2012 é atribuída às mudanças nos itens do capital de giro não-caixa. Com respeito das atividades de investimento, a Empresa gastou $21,7 milhões com despesas de capital nos três meses encerrados em 31 de março de 2012, comparado com os $2,3 milhões gastos no mesmo período em 2011.

Posição financeira

Em 31 de março de 2012, a Empresa tinha uma posição de caixa (incluindo caixa, equivalente de caixa e investimentos de curto prazo) de $97,3 milhões. O aumento do ativo real durante 2012, principalmente os investimentos de caixa e de curto prazo, indicam a conclusão de dois financiamentos de patrimônio com um total de 20.217.000 ações ordinárias no primeiro trimestre de 2012. Contas a receber aumentaram com o aumento das vendas de petróleo. A Empresa relatou que os ativos de exploração e de avaliação aumentaram em 2012, com a continuidade das atividades na Argentina e Peru. A Empresa relatou um aumento das propriedades, planta e equipamento, descontado da depleção, principalmente como resultado das atividades existentes nos blocos convencionais da Empresa. Durante o primeiro trimestre de 2012, a empresa quitou US$12,5 milhões de notas promissórias.

Para mais informação sobre os resultados financeiros, posição financeira e taxas afins da Empresa, veja as Demonstrações Financeiras Consolidadas e MD&A relacionados.

Americas Petrogas Inc.

A Americas Petrogas Inc. é uma empresa canadense cujas ações são negociadas na TSX Venture Exchange sob o símbolo "BOE". A Americas Petrogas tem participações convencionais e não convencionais de petróleo de xisto e de gás e em formações de petróleo e de gás em areias apertadas em diversos blocos da Bacia Neuquen na Argentina. A Americas Petrogas tem parceiros de joint venture, incluindo a ExxonMobil e a Apache, em vários blocos do corredor de petróleo e gás de xisto na Bacia de Neuquen, Argentina. A Americas Petrogas também é proprietária de 80% da GrowMax Agri Corp., uma empresa privada que participal da exploração e desenvolvimento potencial de projetos de potássio, fosfatos e outros minérios no Peru. Para mais informação sobre a Americas Petrogas Inc., visite www.americaspetrogas.com

Este Press Release contém informações de previsão, mas não está limitado a, metas e crescimento da Empresa, estimativas de reservas, planos de testes do poço Hua.x-1, construção das instalações de processamento de petróleo, e atividades de exploração, desenvolvimento e produção dos projetos na Argentina e Peru. Mais informações de previsão constam no MD&A deste trimestre e no MD&A da Empresa de 31 de dezembro de 2011, e devemos mencionar informações adicionais sobre as suposições, riscos e incertezas relacionados às informações de previsão nos tais documentos MD&A.

A informação de previsão é baseada nas expectativas da gerência com relação ao futuro crescimento da Empresa, resultados das operações, produção, futuro capital e outros gastos (inclusive o valor, natureza e fontes de financiamento), vantagens competitivas, planos e resultados da atividade de perfuração (inclusive a ocasião, localização, profundidade e número de poços), questões ambientais, prospectos, oportunidades e expectativas de negócios relacionados com as condições econômicas em geral. Tais informações de previsão refletem a posição atual da gerência e são baseadas na informação, incluindo informação de reservas atualmente disponíveis para a gerência. A informação de previsão envolve riscos e incertezas substanciais conhecidos e desconhecidos. Diversos fatores podem fazer com que os resultados reais, performance ou conquistas sejam substancialmente diferentes dos futuros resultados, performance ou conquistas expressadas ou implícitas nas informações de previsão, inclusive, mas não limitado aos riscos associados com a indústria de petróleo e gás (ex. riscos operacionais, desenvolvimento, exploração e produção, atrasos ou mudanças dos planos dos projetos de exploração ou desenvolvimento, ou gastos de capital; a incerteza das estimativas de reserva; a incerteza das interpretações geológicas; a incerteza das estimativas e projeções com relação à produção, custos e despesas, e saúde, segurança e risco ambiental), o risco das flutuações do preço da commodity e da taxa de câmbio, a incerteza associada com a negociação com governos de outros países e terceiros localizados em jurisdições internacionais e o risco associado com as atividades internacionais.

Embora as informações de previsão contidas neste documento sejam baseadas nas suposições as quais a gerência acredita serem razoáveis, a Empresa não pode garantir para os investidores que os resultados reais sejam semelhantes aos destas informações de previsão. Estas informações de previsão são válidas até a presente data e a Empresa não é obrigada a atualizar nem revisar estas informações para indicar novos eventos ou circunstâncias, exceto quando exigido por lei. Devido aos riscos, incertezas e suposições inerentes às informações de previsão, os investidores prospectivos dos títulos da Empresa não devem contar indevidamente com estas informações de previsão.

NEM A TSX VENTURE EXCHANGE NEM A PROVEDORA DOS SERVIÇOS DE REGULAMENTOS (DE ACORDO COM A DEFINIÇÃO DO TERMO NAS POLÍTICAS DA TSX VENTURE EXCHANGE) ASSUMEM RESPONSABILIDADE PELA ADEQUAÇÃO OU PRECISÃO DESTE PRESS RELEASE.

Contact Information