March 09, 2010 14:53 ET

Cisco lança base para a Internet da próxima geração: CRS-3, o novo sistema de roteamento para as operadoras

Plataforma avançada foi desenvolvida para o fornecimento novos serviços de vídeo, móveis e em data centers em nuvem

SAO PAULO, BRAZIL--(Marketwire - March 9, 2010) - A Cisco anuncia mundialmente hoje um importante avanço em redes de Internet - o Cisco® CRS-3 Carrier Routing System (CRS) - desenvolvido para funcionar como a base da próxima geração da Internet e ditar o ritmo de um impressionante crescimento em transmissão de vídeo, no uso de dispositivos móveis e novos serviços online durante e após essa década.

Com mais de 12 vezes a capacidade de tráfego do sistema concorrente mais próximo, o Cisco CRS-3 foi desenvolvido para transformar a indústria de entretenimento e comunicação de banda larga, acelerando o fornecimento de novas experiências atraentes para consumidores, novas oportunidades de receita para fornecedores de serviços, bem como novas maneiras de colaborar no local de trabalho.

Visão Geral:


-- O Cisco CRS-3 triplica a capacidade de seu predecessor, o Cisco CRS-1
   Carrier Routing System, com mais de 322 Terabits por segundo,
   permitindo que: o catálogo impresso inteiro da Biblioteca do Congresso
   americano seja baixado em pouco mais de um segundo; ou que cada homem,
   mulher e criança na China faça uma vídeo-chamada, ao mesmo tempo; ou
   ainda que todos os filmes já produzidos no mundo sejam transferidos em
   menos de quatro minutos.

-- O Cisco CRS-3 também permite o fornecimento unificado de serviços pela
   Internet e serviços em nuvem com uma inteligência que abrange tanto os
   Data Centers como as Redes IP de Próxima Geração (IP NGNs) das
   operadoras. O Cisco CRS-3 também possibilita uma economia sem
   precedentes, com proteção de investimento aos quase 5 mil Cisco CRS-1 já
   instalados globalmente. O investimento acumulado na família Cisco CRS
   atinge US$ 1,6 bilhão, destacando o compromisso da companhia.

-- A AT&T, uma das maiores operadoras de telecomunicações do mundo,
   recentemente testou com sucesso o Cisco CRS-3 na primeira prova de campo
   do mundo da tecnologia de rede com backbone de 100 Gigabits. O teste
   aconteceu na rede da AT&T entre New Orleans e Miami, Este teste acelera
   a evolução no desenvolvimento da AT&A para uma tecnologia de backbone de
   rede que irá suportar os requisitos exigidos por um crescente número de
   serviços avançados ofertados pela operadora para consumidores domésticos
   e corporativos, fixos ou móveis.

-- O Cisco CRS-3 está atualmente em testes de campo, com custos a partir de
   US$ 90 mil (valor de referência Estados Unidos).

Destaques e Funcionalidades da Internet de Próxima Geração:

-- Escala sem precedentes: Com uma arquitetura de múltiplos chassis, o
   Cisco CRS-3 é capaz de fornecer até 322 tbps de capacidade, mais que
   triplicando a capacidade de 92 tbps do Cisco CRS-1, representando mais
   de 12 vezes a capacidade de qualquer outro roteador central (core) do
   mercado.

-- Inteligência Única Central e de Data Center / Serviços em Nuvem: Além
   dos requisitos de capacidade, o crescimento de aplicações móveis e de
   vídeo está criando novos padrões de tráfego multidirecional, com o
   aumento da importância do Data Center em nuvem. O novo Sistema de
   Serviços de Data Center da Cisco oferece conexões estreitas entre o
   Cisco CRS-3, a linha Cisco Nexus e o Sistema de Computação Unificada
   Cisco (UCS), permitindo o fornecimento unificado de serviços em nuvem.
   Essa inteligência também inclui IPv6 carrier-grade (CGv6) e tecnologias
   de núcleo IP / MPLS que permitem novas eficiências de arquitetura,
   necessárias para acompanhar o ritmo rápido de crescimento do mercado de
   serviços em nuvem. As funcionalidades incluem:

        -- Sistemas de Posicionamento de Rede (NPS - Network Positioning
           System) - fornece informações de aplicativos das camadas 3 a 7
           visando obter o melhor caminho para o conteúdo, melhorando
           experiências de consumidores e empresas ao mesmo tempo em que
           reduz custos.
        -- Rede privada virtual em nuvem (VPN) para Infraestrutura como
           Serviço (IaaS) permite que se "pague conforme o uso" para
           recursos computacionais, de armazenamento e de rede,
           automatizando conexões inter-Data Center do Cisco CRS-3 para o
           Cisco Nexus e para o Cisco UCS.

-- Economias sem precedentes: O Cisco CRS-3 oferece economias drásticas de
   gastos de até 60% no consumo de energia em comparação com plataformas
   concorrentes. O Cisco CRS-3 oferece economia significativa de capital e
   proteção de investimento para clientes Cisco CRS-1 atuais. As novas
   capacidades na plataforma podem ser atingidas reutilizando os recursos
   existentes de chassis, processadores de rota, sistemas de energia e
   ventilação, adicionando novos cartões de linha e componentes. Essas
   atualizações podem ser realizadas em produção e são fornecidas pela
   Cisco Services para garantir uma transição suave.

-- Inovação de Silício: O Cisco CRS-3 é baseado no novo Processador Cisco
   QuantumFlow Array, que unifica a potência combinada de seis chips para
   trabalhar como um, viabilizando níveis sem precedentes de capacidade de
   serviço e poder de processamento.  O que torna esse processador ainda
   mais singular é a habilidade de entregar capacidade com uma fração de
   energia utilizada por processadores de menor performance. O processador
   Cisco QuantumFlow Array foi criado para dar ao novo sistema a habilidade
   de ser escalável e funcionar de acordo com demandas crescentes que
   surjam nas redes IP NGN por muitas aplicações diferentes e bilhões de
   dispositivos sendo usados por empresas e consumidores na era do
Zettabyte.

Citações:

Keith Cambron, Presidente e CEO, AT&T Labs

"Estamos no início de uma nova era de aplicativos e serviços de entretenimento e comunicação, que exigem um novo conjunto de tecnologias avançadas de rede de Internet. A rede da AT&T processou cerca de 19 petabytes de tráfego em 2009 em um dia útil, e continuamos a observar um crescimento exponencial nessa área. Com liderança em experiência de ponta na gestão de volumes maciços de dados, temos a satisfação de estender nosso relacionamento estreito de trabalho com a Cisco e sua plataforma inovadora Cisco CRS-3, para que juntos possamos inovar, liderar e abrir caminho para uma nova classe de serviços atrativos para nossos consumidores e clientes corporativos, por muitos anos".

Pankaj Patel, vice-presidente sênior e gerente geral da Área de Fornecedor de Serviços da Cisco

"A Internet de próxima geração é iminente e estamos seguros de que o Cisco CRS-3 desempenhará um papel fundamental enquanto provedores de serviço como AT&T oferecem um novo conjunto de serviços em nuvem, de data center, móveis e de vídeo. O Cisco CRS-3 está bem posicionado para evoluir a tradição do Cisco CRS-1, tornando-se o roteador modelo do futuro, funcionando como fundação para as redes mais inteligentes e avançadas de banda larga do mundo".

Tags / Palavras-chave: AT&T, Cisco, 100G, 100 Gigabit Ethernet, Cisco CRS, Cisco CRS-1, Cisco CRS-3, Carrier Routing System, Core Router, multi- chassis, Internet Protocol Next-Generation Network, IP NGN, John Chambers, Keith Cambron, Pankaj Patel

Sobre a Cisco Systems

Cisco (NASDAQ: CSCO), líder global em redes que transformam o modo como pessoas se conectam, comunicam e colaboram, esse ano comemora 25 anos de inovação tecnológica, excelência operacional e responsabilidade social corporativa. Informações sobre a Cisco podem ser encontradas em http://www.cisco.com/br

Contact Information