SOURCE: Colombian Coffee Growers Federation

Colombian Coffee Growers Federation

November 20, 2015 21:56 ET

Colômbia faz uma proposta de negócios para a Indústria Global sobre a Lucratividade dos Plantadores de Café

BOGOTA, COLOMBIA--(Marketwired - Nov 20, 2015) - A Colômbia, a maior produtora de café Arábica suave lavado, reconquistou sua liderança para atrair a atenção para as principais questões do setor durante a Semana Internacional do Café (Sintercafe) na Costa Rica, onde apresentou uma proposta de acordo de sustentabilidade econômica com a indústria global, levando em consideração como peça central, a lucratividade dos plantadores de café.

Esta proposta, que foi muito bem recebida pelos participantes, foi apesentada pelo CEO da Federação dos Plantadores de Café da Colômbia (FNC), Roberto Vélez. Esta importante reunião contou com a presença de representantes do México, Honduras, Guatemala, Peru e Colômbia, bem como representantes da indústria da América do Norte, Europa e Ásia.

"Esta proposta tenta chegar a um acordo com toda a indústria que resulte em níveis de preços que tragam lucros e sejam uma atividade economicamente sustentável para os plantadores de café como no caso de todo o resto da indústria", disse ele.

Para fortalecer a proposta, a Colômbia estará presente na Conferência Mundial do Café a ser realizada pela Organização Internacional do Café (ICO) em março na Etiópia, com a presença dos países responsáveis por 94% da produção global e 75% do consumo global de café.

"Temos a obrigação de proteger o meio-ambiente e as comunidades, mas sem lucro, no futuro não haverá mais comunidades de café para cuidar do meio-ambiente porque a plantação de café irá desaparecer", disse o CEO da FNC.

Se adotada, a medida irá beneficiar mais de 22 milhões de pessoas que trabalham no processo de produção de café em todo o mundo (2,3 milhões na América Central, 2,2 na América do Sul, 12,1 milhões na África e 5,5 milhões na Ásia).

"Com os preços atuais, não podemos esperar que a cultura do café sobreviva. Queremos que a indústria reconheça que os plantadores de café estão fazendo muitos esforços para atingir a qualidade e a sustentabilidade. A viabilidade de toda a cadeia, a começar pela fazenda, é uma responsabilidade de todos os envolvidos", ele concluiu.

Na Colômbia, mais de 500.000 famílias plantam café. Embora a ampla renovação das plantações de café tenha aumentado a produtividade em geral e mais famílias estejam produzindo café especial que ajuda a protegê-los da volatilidade dos preços internacionais e fatores externos, tais como a taxa de câmbio, um número significante de famílias ainda estão sendo afetados pelos altos e baixos do preço internacional.

Colombian Coffee Growers Federation (FNC)

A FNC é uma organização sem fins lucrativos fundada em 1927 que representa mais de 500.000 famílias de plantadores de café. Considerada uma das maiores organizações rurais do mundo, a federação tem como missão melhorar o bem-estar e a qualidade de vida dos produtos de café colombiano. Com os seus programas Sustainability that Matters(R) (A Sustentabilidade Conta), a FNC desenvolveu uma política focada nos plantadores de café com iniciativas de produtivas, sociais e ambientais. Ela também desenvolve pesquisa científica, transferência de tecnologia, e processos sociais e industriais, suporte à produção e a comercialização do café colombiano. Para mais informação, acesse:

www.federaciondecafeteros.org - www.cafedecolombia.com

Contact Information