SOURCE: NeuroproteXeon

NeuroproteXeon

March 15, 2016 18:19 ET

CORREÇÃO - NeuroproteXeon anuncia a publicação de um estudo de xenônio para reduzir os danos cerebrais após uma parada cardíaca fora do hospital na JAMA

ORCHARD PARK, NY--(Marketwired - 15 de março de 2016) -  No seu press release: "NeuroproteXeon anuncia a publicação de um estudo de xenônio para reduzir os danos cerebrais após uma parada cardíaca fora do hospital na JAMA", publicado hoje mais cedo pela NeuroproteXeon, fomos informados pela empresa de que a segunda sentença do quarto parágrafo deve ser: "o índice de mortalidade de seis meses foi de 27,3%", em vez de "o índice de sobrevivência de seis meses foi de 27,3%", conforme no original. O texto corrigido completo é o seguinte.

NeuroproteXeon anuncia a publicação de um estudo de xenônio para reduzir os danos cerebrais após uma parada cardíaca fora do hospital na JAMA

ORCHARD PARK, NY -- 15 de março de 2016 -- A NeuroproteXeon, Inc anunciou a publicação da Fase II do estudo clínico do xenônio e oxigênio inalados em pacientes com parada cardíaca fora do hospital (out-of-hospital cardiac arrest - OHCA). O estudo, realizado em dois hospitais universitários na Finlândia, será divulgado na edição de 15 de março do Journal of the American Medical Association (JAMA).

O estudo foi de um teste controlado randomizado de 110 vítimas de OHCA ressuscitadas mas ainda em coma. Ele comparou a eficácia da mistura de xenônio/oxigênio, combinado com a hipotermia com somente hipotermia após 24 hours. O resultado principal do estudo mostrou que o grupo xenônio/oxigênio sofreu bem menos (p=.006) danos na massa branca do cérebro, avaliado com uma Imagem de Ressonância magnética (Magnetic Resonance Imaging - MRI), que o grupo que recebeu somente a hipotermia.

De acordo com Mervyn Maze, MB, ChB, um dos inventores da tecnologia, e The William K., distinto Professor de Anestesiologia da University of California San Francisco: "Em geral, o presente prognóstico dos pacientes que sofreram de parada cardíaca é abismal com menos de 10% dos pacientes sobrevivendo até a alta. No entanto, as propriedades neuroprotetoras do xenônio demonstradas nesta Fase II do teste são positivas. A grande maioria das mortes dos pacientes de paradas cardíacas são causadas pelo dano neurológico".

A Fase II do estudo não tinha capacidade estatística para provar uma diferença no ponto de extremidade secundário de sobrevivência. No entanto, o índice de mortalidade de seis meses foi de 27,3% no grupo xenônio/oxigênio e 34,5%no grupo de hipotermia somente (índice de perigo ajustado, 0,49 [95% CI, 0,23-1.01]; P= 0,053).

Os autores do teste concluíram: "Estas conclusões preliminares exigem mais avaliações em um teste clínica preparado adequadamente projetado para avaliar os resultados clínicos associados com o xenônio inalado dentre os sobreviventes de parada cardíaca fora do hospital". Para isto, a NeuroproteXeon está esperando a aprovação do United States Food & Drug Administration ("FDA") para iniciar a Fase III primordial do estudo clínico OHCA a partir do final deste ano.

NeuroproteXeon

A NeuroproteXeon, Inc, é uma empresa farmacêutica de dispositivos para estágio clínico que desenvolve o uso proprietário do gás xenônio inalada para evitar a morte da célula cerebral após um dano neurológico agudo. Para mais informação, visite www.neuroprotexeon.com.

Contact Information