SOURCE: Graduate Management Admission Council

May 19, 2015 00:01 ET

Demanda prevista para graduados em gestão alcança níveis mais altos

Empregadores pretendem contratar mais graduados de Business do que nos anos anteriores; salários de MBAs e de formados em Mestrado também devem aumentar em todo o mundo

RESTON, VA--(Marketwired - May 19, 2015) - O interesse dos empregadores pelos graduados em business continua a mostrar uma forte tendência ascendente em 2015, com 84 por cento das empresas de todo o mundo pretendendo adicionar novos MBAs à sua força de trabalho -- de 74 por cento em 2014 e 62 por cento cinco anos atrás, de acordo com uma pesquisa global com empregadores divulgada hoje.

A 2015 Corporate Recruiters Survey, realizada pelo Graduate Management Admission Council em parceria com EFMD e a MBA Career Services & Employer Alliance (MBA CSEA), contou com a colaboração de 748 empregadores de 47 países, incluindo 46 empresas da Fortune 100. Conduzida anualmente pelo GMAC desde 2001, a pesquisa oferece uma visão do cenário de empregos da atualidade, avalia a demanda de graduados de MBA e de mestrado e oferece informações sobre as práticas de contratação e tendências das indústrias e regiões do mundo.

"O MBA, como área de estudo valiosa para os empregadores, está mostrando cada vez mais força com a contratação de novos graduados prevista para aumentar no terceiro ano seguido", disse Sangeet Chowfla, presidente e CEO da GMAC. "A demanda do empregador de recém-graduados em faculdades de business, principalmente os habilitados em análise de dados, continua a aumentar com as empresas esperando que estes novos trabalhadores usem os dados para tomar decisões de negócios desde o momento em que são contratados. Os alunos de qualquer pré-graduação também deveriam considerar fazer um curso de gestão de graduação devido às contribuições que podem podem proporcionar para as aspirações de carreira".

Os destaques regionais da pesquisa são:

  • Mais de 9 em 10 (92 por cento) das empresas nos EUA pretendem contratar graduados em MBA em 2015 -- de 80 por cento que contrataram MBAs em 2014. A proporção de empresas dos EUA que pretendem contratar candidatos ao mestrado especializado em business em 2015 é de 12 a 16 pontos percentuais do que a quantidade de empresas que os contrataram em 2014.
  • Setenta e cinco por cento das empresas da Ásia-Pacífico (69 por cento em 2014) pretendem contratar recém-graduados em MBA.
  • Mais da metade das empresas europeias pretendem contratar MBAs (56 por cento dos empregadores, de 53 por cento em 2014) e graduados em Mestrado de Gestão (52 por cento, de 51 por cento).
  • Grande parte das empresas latino-americanas pretendem contratar graduados em MBA e com mestrado em finanças este ano, comparado com as empresas do ano passado. Setenta e cinco por cento pretendem contratar MBAs (de 69 por cento que contrataram MBAs no ano passado) e 61 por cento pretendem contratar graduados com Mestrado em Finanças (de 32 por cento dos que contrataram no ano passado).

"Quando as empresas focam no crescimento, parece haver um aumento na contratação de MBA", disse Chowfla. "Embora anteriormente, quando as prioridades de gestão ou de controle de custo eram as primeiras da agenda de uma empresa, os empregadores pareciam favorecer a contratação de graduados mais especializados. Este é um aspecto do mercado de contratação que observamos na nossa pesquisa e que exigirá mais estudos para um conhecimento mais profundo que possa ajudar os alunos e as faculdades a navegar no mercado de contratação".

"A MBA CSEA está muito feliz com o forte interesse dos empregadores pelos MBAs este ano", disse Damian Zikakis, presidente da MBA Career Services & Employer Alliance e diretor de serviços de carreiras Stephen M. Ross School of Business, University of Michigan. "Os membros da nossa faculdade estão muito contentes com o fato de mais respondentes planejarem contratar MBAs em 2015 e, em particular, quase dois terços destas empresas pretendem aumentar o número de contratação de graduados. Esta é uma excelente notícia para os alunos e uma boa notícia para a economia em geral. É muito bom saber que as empresas estejam tão confiantes nos seus prospectos de crescimento".

Em todo o mundo, mais da metade dos empregadores irá aumentar o salário inicial dos novos contratados de MBA em 2015, acompanhando a inflação (30 por cento das empresas) ou acima da inflação (21 por cento). O salário inicial médio previsto para 2015 para recém-graduados de MBA nos EUA é de US$100.000. Isto representa um aumento de US$5.000 sobre o salário de 2014 e quase o dobro do salário inicial esperado de US$55.000 para os candidatos a bacharel em 2015. Antes da experiência de trabalho, é fundamental ajudar os alunos a se destacarem no mercado de trabalho, principalmente para os graduados de MBA. Dependendo da graduação, os empregadores esperam que os candidatos recém-formados tenham uma média de dois a quatro anos de experiência de trabalho.

A pesquisa de tendências de contratação do GMAC também mostra um aumento notável na demanda de análise de dados, com 51 por cento das empresas pesquisadas de todo o mundo pretendendo contratar para este cargo em 2015 -- de 44 por cento no ano passado. Quando pedimos a lista das três habilidades que os empregadores buscam nos graduados de business este ano, a análise foi a habilidade mais mencionada.

"Os da pesquisa mais recente mostram uma visão muito positiva por parte das empresas em todo o mundo do valor e do impacto da educação de gestão", disse o Prof. Eric Cornuel, CEO e diretor-geral, EFMD. "A próxima década terá uma mudança maciça na geografia com os 'boomers' deixando a força de trabalho e as empresas claramente vendo as faculdades de business como o principal recurso para o encontro dos novos graduados de talento".

Além desses resultados, o relatório de 2015 também explora a colocação de trabalhos e o comportamento do recrutador:

  • Em todo o mundo, a maioria dos recém-formados em faculdade de business esperam conseguir uma colocação de nível médio ou inicial. Os empregadores da América Latina e da Europa esperam contratar a maior parte dos recém-graduados em cargos sênior e de nível executivo.

  • A opinião dos empregadores dos inúmeros cursos online ou MOOCs, varia muito regionalmente. Dentre os empregadores familiarizados com os MOOCS, os que estão nos EUA consideram mais os MOOCs como uma alternativa à educação de gestão de graduação (8 por cento). Eles encaram eles como uma ferramenta de desenvolvimento profissional (64 por cento) ou como um meio para ajudar os funcionários a explorar os interesses pessoais (57 por cento). As empresas da Ásia-Pacífico consideram mais os MOOCs como uma alternativa à educação de gestão de graduação (29 por cento).

  • Ao escolher os candidatos de graduação de business para entrevistar -- 9 em 10 empregadores citam um histórico comprovado, forte habilidade de comunicação e sólidas habilidades técnicas ou quantitativas como os três principais critérios de seleção.

Para fazer o download do relatório, visite gmac.com/corporaterecruiters.
Para gráficos, visite GMAC News Center.

GMAC: O Graduate Management Admission Council (gmac.com) é uma organização sem fins lucrativos das principais faculdades de business e proprietária do teste Graduate Management Admission Test(R) (GMAT(R)), usado por mais de 6.100 programas educacionais de graduação de gestão em todo o mundo -- juntamente com outros produtos criados para ajudar os alunos a encontrar, conectar, aplicar e entrar para programas de business e gestão em todo o mundo. A GMAC está baseada em Reston, Virgínia, e possui escritórios regionais em Londres, Nova Déli e Hong Kong. O teste GMAT -- o único teste padronizado criado especificamente para programas de graduação de business e gestão em todo o mundo -- está disponível em 600 centros de teste em 113 países. Para mais informação sobre o teste GMAT, visite mba.com. Para mais informação sobre o GMAC, visite gmac.com/newscenter.

Contact Information



  • CONTATO DE MÍDIA:
    Rich D'Amato
    +1 (703) 668-9675
    rdamatoatgmac.com