SOURCE: The Institute of Internal Auditors

July 09, 2007 08:00 ET

Estudo Mundial Revela a Padronização de Auditorias Internas e o Crescente Impacto sobre a Governança Organizacional

AMSTERDAM, THE NETHERLANDS--(Marketwire - July 9, 2007) - Embora esteja em vários estágios de maturidade em diversas culturas, a prática da auditoria interna está se tornando padronizada em todo o mundo, devendo ter ampliada sua função na governança organizacional e no gerenciamento de riscos. Essas duas descobertas significativas estão entre os resultados preliminares do mais abrangente estudo mundial já feito sobre a profissão de auditor interno. Divulgados hoje, durante a conferência internacional do Instituto de Auditores Internos (IIA) realizada em Amsterdã, os resultados do estudo constituirão a publicação "Common Body of Knowledge" (CBOK), a ser atualizada regularmente pela IIA Research Foundation (IIARF) face ao crescimento inédito da profissão. Para assistir a um breve vídeo, clique aqui: www.theiia.org/cbok

Entre os principais resultados do estudo: a maioria (82 por cento) dos auditores internos está seguindo (ao menos parcialmente, se não integralmente) os Padrões Internacionais para a Prática Profissional de Auditoria Interna (Padrões); os auditores internos atuarão mais nas áreas do gerenciamento de riscos e da governança (80 e 63 por cento, respectivamente) e as atividades de auditoria interna são consideradas efetivas e agregadoras de valor às suas organizações (média de respostas acima de 4, em uma escala entre 1 e 5).

"Como a atividade de auditoria interna costuma ser dirigida por um órgão supervisor como, por exemplo, o comitê auditor do quadro diretivo, essa porcentagem dos que cumprem os Padrões indica o reconhecimento crescente no mundo dos negócios do valor que a auditoria interna agrega à boa governança", disse Roderick Winters, CIA, presidente da IIARF e auditor geral da Microsoft Corporation. "Agora temos uma visão precisa da profissão dentro de várias culturas e como um todo, o que servirá como um comparativo para podermos entender como a profissão de auditor interno se desenvolverá no futuro, gerando um impacto ainda maior sobre as organizações e seus participantes."

Com o apoio da IIARF, o estudo CBOK foi realizado por 15 pesquisadores de todo o mundo, em 17 idiomas, com a participação de mais de 9.300 auditores internos em 91 países. Um relatório abrangente sobre todas as descobertas feitas será publicado em outubro, analisando mais profundamente os dados em várias culturas de todo o mundo. A ser repetido a cada três anos, o estudo CBOK ajudará a IIA a apresentar continuamente orientações atualizadas e relevantes referentes à profissão.

Os resultados preliminares também indicaram: a maioria das funções de auditoria interna existentes atualmente foi estabelecida nos últimos cinco anos; há uma prevalência das leis e das regulamentações que tem afetado a profissão, devendo haver mais estabelecidas no futuro; os contratos de auditoria interna costumam estar baseados nos maiores riscos de uma organização e análise de riscos, habilidades comerciais, confidencialidade, objetividade e ética são os atributos essenciais para os auditores internos.

"A profissão de auditor interno é auto-regulamentada. Dessa forma, é impressionante que os praticantes em todo o mundo tenham chegado a um consenso e estejam aderindo voluntariamente aos elementos básicos do auditor interno profissional e às práticas recomendadas em todo o mundo", disse Priscilla A. Burnaby, Ph.D., CPA, uma das pesquisadoras líderes do estudo. "Ao definir claramente onde se encontra a profissão e para onde ela está voltada, o estudo CBOK irá assegurar que a auditoria interna permaneça vibrante e relevante, além de continuar agregando valor a organizações e à sociedade como um todo."

Com mais de 140.000 membros de 165 países, a IIA é a associação profissional de autoridade reconhecida e com voz de liderança global voltada para os auditores internos em todo o mundo. A IIARF cria e distribui recursos projetados para a compreensão, a orientação e a constituição do futuro da profissão de auditor interno.

Contact Information