SOURCE: First Majestic Silver Corp.

First Majestic Silver Corp.

November 17, 2015 01:21 ET

First Majestic divulga resultado do Terceiro Trimestre

VANCOUVER, BRITISH COLUMBIA--(Marketwired - Nov 17, 2015) - A FIRST MAJESTIC SILVER CORP. (TSX: FR)(NYSE: AG) (a "Empresa" ou "First Majestic") tem o prazer de publicar o resultado financeiro interino consolidado não auditado da Empresa para o terceiro trimestre encerrado em 30 de setembro de 2015. A versão completa da declaração financeira e da discussão e análise da gerência podem ser acessadas no web site da Empresa em www.firstmajestic.com ou na SEDAR em www.sedar.com e na EDGAR em www.sec.gov. Em dólar dos Estados Unidos, exceto quando indicado em contrário.

DESTAQUES FINANCEIROS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2015

  • Receita de $ 44,7 milhões
  • Prejuízo operacional da mina de $ 3,6 milhões
  • Prejuízo líquido após impostos de $1,8 milhões ou EPS básico de ($0,01)
  • Fluxo de caixa das operações antes do movimento do capital de giro e $8,4 milhões ou $0,07 por ação
  • Prod. 3,6 milhões onças equivalentes de prata, incluindo 2,6 milhões onças de prata pura
  • Custo total de caixa, s/crédito de biproduto, foi de $ 8,77 por onça de prata pagável
  • Todo custo sustentável ("AISC") de $ 14,41 por onça de prata pagável, redução de 28% comparado com $19,89/onça no terceiro trimestre 2014 e Consistente com trimestre anterior.
  • Preço médio de venda de prata de $ 15,16 por onça comparado com o preço COMEX trimestral médio da prata de $14,87 por onça
  • Caixa e equivalentes de caixa de $26,1 milhões final do trimestre, excluindo $28,6 milhões recebido da aquisição da SilverCrest em 1 de outubro de 2015

"Nossa equipe operacional continuou no caminho positivo para a redução os custos no terceiro trimestre. Queda consolidada de custos de produção de $41,81 por tonelada, ou 11% de melhoria comparado com o trimestre anterior e a taxa mais baixa desde o segundo trimestre de 2013", disse Keith Neumeyer, Presidente e CEO da First Majestic. "Iniciativas mais agressivas de corte de custos implantadas no trimestre resultaram em 180 demissões e mais redução de pessoal será concluída no quarto trimestre. Estes tempos difíceis exigem decisões difíceis, no entanto, a Empresa continua focada no fluxo de caixa livre e na produção de onças lucrativas com os preços atuais do metal".

DESTAQUES DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2015

                                     
                                     
    T3     T2     T/T     T1     T4     T3  
DESTAQUES   2015     2015     Mudança     2015     2014     2014  
Operacional                                    
Minério Processado/ Toneladas Moídas     675,032       662,637     2 %     631,609       683,528       621,196  
Prata Onças Produzidas     2,593,309       2,716,503     (5 %)     2,776,855       3,074,567       2,680,439  
Prata Equivalente Onças Produzidas     3,558,035       3,802,558     (6 %)     3,905,270       4,247,527       3,523,536  
Custo de Caixapor Onça(1)   $ 8.77     $ 8.74     0 %   $ 8.22     $ 8.51     $ 10.41  
Todo Custo Sustentável por Onça(1)   $ 14.41     $ 14.49     (1 %)   $ 13.88     $ 14.43     $ 19.89  
Total Produção Custo por Tonelada(1)   $ 41.81     $ 46.80     (11 %)   $ 46.90     $ 47.15     $ 54.34  
oz.)(1)   $ 15.16     $ 16.99     (11 %)   $ 17.05     $ 16.30     $ 19.10  
Financeiro ($milhões)                                              
Receita   $ 44.7     $ 54.2     (18 %)   $ 54.6     $ 72.5     $ 40.8  
Mina                                              
Rendimento Operacional(2)   $ (3.6 )   $ 3.4     (204 %)   $ 5.0     $ 5.8     $ (1.8 )
Rend. Líq.   $ (1.8 )   $ (2.6 )   31 %   $ (1.1 )   $ (64.6 )   $ (10.5 )
Fluxo de Caixa Operacionalantes Capital de Giro   $ 8.4     $ 16.4     (49 %)   $ 17.3     $ 21.1     9.0   
Caixa e Caixa Equivalente   $ 26.1     $ 37.7     (31 %)   $ 22.4     $ 40.3     $ 34.7  
Capitalde Giro (1)   $ (13.0 )   $ (0.9 )   (1305 %)   $ (12.6 )   $ (2.9 )   $ 11.4  
Acionistas                                              
Lucro por Ação("EPS") - Básica   $ (0.01 )   $ (0.02 )   32 %   $ (0.01 )   $ (0.55 )   $ (0.09 )
Ajustado EPS(1)   $ (0.06 )   $ (0.03 )   (143 %)   $ 0.00     $ 0.04     $ (0.04 )
Fluxo de Caixapor Ação(1)   $ 0.07     $ 0.14     (49 %)   $ 0.15     $ 0.18     $ 0.08  
                                               
(1)   A Empresa apresenta medidas não GAAP que inclui custo de caixa por onça, custo sustentável total por onça, custo total da produção onça, custo total de produção por ton., preço médio realizado de por onça, capital de giro, EPS ajustado e fluxo de caixa por ação. Estas medidas são usadas amplamente em mineração como padrão de performance, mas não têm significado padronizado e podem ser diferentes dos métodos usados por outras empresas com descrições semelhantes.
(2)   A Empresa apresenta medidas não GAAP que inclui lucro operacional e fluxo de caixa operacional da mina antes do movimento de capital de e imposto de renda. Estas medidas financeiras adicionais têm por objetivo oferecer informação adicional e não têm significado padronizado determinado pelo IFRS.
     
     

ANÁLISE FINANCEIRA

A Empresa gerou uma receita de $44,7 milhões no primeiro trimestre de 2015, uma queda de 10% comparado com o terceiro trimestre de 2014 devido principalmente ao hold back de 934.000 de onças de venda de prata no terceiro trimestre de 2014. Comparado com o trimestre anterior, a receita caiu 18% principalmente devido a uma queda de 11% no preço médio obtido da prata.

Prejuízo líquido de $1,8 milhões (($0,01) por ação), uma melhora comparado com um prejuízo de $2,6 milhões (($0,02) por ação) no trimestre anterior devido à queda do rendimento operacional da mina que foi compensada pela taxa de câmbio e ajustes nos mercados nas instalações pré-pago da Empresa. O fluxo de caixa das operações antes do movimento do capital de giro e imposto de renda no terceiro trimestre foram de $8,4 milhões ou $0,07 por ação, comparado com $16,4 milhões ou $0,14 por ação no trimestre anterior.

Prejuízo ajustado de $7,6 milhões ou (($0,06) por ação), comparado com uma perda ajustada de $3,1 milhões ou (($ 0,03) por ação) no trimestre. Lucro operacional da mina de $3,6 milhões comparado com o rendimento de $3,4 milhões no trimestre anterior. A queda do prejuízo ajustado operacional da mina foi causada principalmente pela queda do preço da prata e pelo número menor de onças equivalentes de onça vendidas.

No dia 1 de outubro de 2015, a Empresa finalizou a aquisição de todas as ações emitidas e em circulação da SilverCrest com a emissão de 33.141.663 ações ordinárias da First Majestic, 2.647.147 em opções de Ações de reposição e uma soma nominal em dinheiro. De acordo com o preço da ação da First Majestic no fechamento do dia 1 de outubro de 2015, o preço total estimado da aquisição foi de $104,2 milhões. A Mina Santa Elena da SilverCrest é a sexta mina de prata em produção da First Majestic e acrescenta mais potencial de crescimento e diversificação para o portfólio de projetos mexicanos da Empresa. Ela também fortalece a posição líquida da Empresa com a contribuição de aproximadamente $28,6 milhões em caixa e $29,2 milhões em capital de giro no dia 1 de outubro de 2015.

DESTAQUES DAS OPERAÇÕES

A produção total no trimestre foi de 3.558.035 de onças equivalente a prata, consistindo de 2.593.309 de onças de prata, 4.434 onças de ouro, 8.743.453 de libras de chumbo e 3.122.498 libras de zinco. A queda de 6% na produção, comparado com o trimestre anterior foi atribuída principalmente à queda de 36% da produção de Del Toro. A queda de Del Toro foi devida principalmente à queda de 23% em toneladas moídas e à queda de 17% da classificação de prata com a mineração ocorrida em classificações menores da mina Perseverancia e do veio de Lupita. A queda de Del Toro foi compensada parcialmente pela melhora na produção de La Guitarra e de San Martin com a melhor classificação de prata e de ouro, e ao aumento de 33% do minério processado em La Encantada com a recente expansão do moinho.

O plano de otimização e de reestruturação da Empresa continua a progredir, permitindo a redução dos custos de produção, apoiado pelo enfraquecimento do peso mexicano. O custo de produção no trimestre foi de $41,81 por tonelada, uma queda de 11% sobre $46,80 do segundo trimestre de 2015. Além disso, a redução da força de trabalho foi finalizada durante o trimestre e resultou no pagamento de aproximadamente $0,3 milhão em indenizações.

CUSTOS E GASTO DE CAPITAL

O custo de caixa por onça (após o crédito de biproduto) no trimestre foi de $8,77 por onça de prata pagável, consistente com os $8,74 no segundo trimestre de 2015. Comparado com o terceiro trimestre de 2014, o custo de caixa por onça caiu 16% ou $1,64. O AISCs no trimestre foi de $14,41 por onça, semelhante aos $14,49 por onça no trimestre anterior, e uma redução de 28% comparado com $19,89 por onça no terceiro trimestre de 2014. Em Del Toro, o AISC aumentou para $11,89 por onça pagável de prata, comparado com $6,97 no trimestre anterior. O aumento foi principalmente devido à queda de 36% da produção da prata, comparado com o trimestre anterior, mais o trabalho de manutenção realizado na planta de processamento neste trimestre. Comparado com o terceiro trimestre de 2014, a queda nos custos foi causada principalmente pelo acréscimo dos créditos com biprodutos da produção de chumbo e a eficácia dos custos de processamento. Devemos destacar a redução do custo de energia com a conexão de Del Toro à grade nacional e ao efeito da taxa de câmbio com o enfraquecimento do peso mexicano.

Nos primeiros nove meses de 2015, o custo do caixa consolidado e AISCs foram em média $8,57 e $14,25 por onça de prata pagável, respectivamente. Isto é comparado com a previsão anual realizada em janeiro de estimativa de custo de caixa de $8,29 a $9,22 e de AISCs de $13,96 a $15,48 por onça de prata pagável. Continuaremos com o corte de custos no quarto trimestre pois a administração acredita que o custo de caixa e o AISCs atingirão a previsão mais baixa de 2015.

A tabela abaixo contém o AISC de cada mina no terceiro trimestre de 2015 comparado com o trimestre anterior e o terceiro trimestre de 2014.

   
   
Todo Custo Sustentável (por Onça de Prata Pagável)  
Mina   T3 2015   T2 2015   T/T mudança     T3 2014   Y/Y mudança  
La Encantada   $ 16.01   $ 18.32   -13 %   $ 17.32   -8 %
La Parrilla   $ 14.43   $ 14.48   0 %   $ 11.77   23 %
Del Toro   $ 11.89   $ 6.97   71 %   $ 25.39   -53 %
San Martin   $ 8.87   $ 9.62   -8 %   $ 14.11   -37 %
La Guitarra   $ 9.68   $ 13.32   -27 %   $ 27.74   -65 %
Total:   $ 14.41   $ 14.49   -1 %   $ 19.89   -28 %
                               
                               

Os gastos de capital no terceiro trimestre foram de $15,0 milhões, consistindo principalmente de $3,3 milhões em La Encantada, $3,7 milhões em La Parrilla, $3,4 milhões em Del Toro, $2,2 milhões em San Martin e $2,0 milhões em La Guitarra. Comparado com o trimestre anterior, houve uma queda de 14% nos gastos de capital devido ao controle de custo e à depreciação do peso mexicano.

Nos primeiros nove meses de 2015, a Empresa investiu um total de $48,1 em gastos de capital. Com a grande maioria dos projetos de capital concluídas e a contínua desvalorização do peso mexicano, a administração prevê que o gasto de capital para o ano seja substancialmente menor do que o anunciado na previsão de 2015 de $75,6 milhões.

ATUALIZAÇÃO OPERACIONAL E DA PREVISÃO

Para aumentar o fluxo de caixa das operações, a Empresa implantou vários programas de corte de custos e modificações operacionais para melhorar a lucratividade. A administração acredita que preços de custo mais altos no solo é uma opção prudente para seus acionistas até que os preços da prata melhorem. Por isso, a Empresa revisou a previsão de produção para 2015 para incorporar os seguintes ajustes operacionais:

1. Acréscimo de aproximadamente 0,5 milhão de onças de prata (ou 1,1 milhões onças equivalentes de prata) na produção do quarto trimestre da nova Mina Santa Elena.
2. Redução classificação de La Encantada para 130 g/t, da estimativa ant. de 60 g/t para 180 g/t, c/atraso no material de classificação mais alto como resultado da redução dos orçamentos de desenvolvimento e exploração. Classificação deve aumentar com corpo de minério de Ojuelas desenvolvido e em produção em 2017.
3. Na La Parrilla, com a revisão da classificação de corte, as operações no poço aberto de Quebradillas foram interrompidas. O moinho de cianidação operará a 500 tpd e processará minério de óxido de duas fontes principais: terceiros c/classificação de prata acima de 175 g/t e estoques de poço aberto c/classificação de prata de aproximadamente 120 g/t. Produção na área de San Marcos limitada até as condições do solo sejam estabilizadas para aceitar a produção subterrânea de minério de óxido seja estabilizada. O circuito de sulfureto deve continuar a ter rendimento de 1.000 tpd no quarto trimestre.
4. Redução do rendimento na Del Toro no quarto trimestre para 1.200 tpd Com a produção limitada do corpo de minério 3 com as condições instáveis do solo e excesso de água. Outras áreas de mineração sendo preparadas para que a produção volte ao nível normal operacional até o início de 2016.
5. Aumento da produção de prata e ouro nas minas San Martin e La Guitarra com as inesperadas classificações mais altas.

Como resultado das modificações operacionais, a produção de prata anual para 2015 agora está prevista para alcançar entre 11,0 e 11,2 milhões de onças, ou entre 15,7 e 15,9 milhões de onças equivalentes de prata. Isto comparado com a previsão de produção anual anterior de 11,8 a 13.2 milhões de onças de prata, ou de 15,3 a 17,1 milhões de onças equivalentes de prata.

FIRST MAJESTIC

A First Majestic é uma empresa de mineração mexicana concentrada na produção de prata e que busca agressivamente o desenvolvimento dos seus ativos minerais e por meio de aquisições de ativos de minérios adicionais que contribuem para que a Empresa possa alcançar seus objetivos de crescimento corporativo.

FIRST MAJESTIC SILVER CORP.

Keith Neumeyer, Presidente e CEO

AVISO ESPECIAL SOBRE AS DECLARAÇÕES DE PREVISÃO

Este press release contém certas "Declarações de Previsão" de acordo com o Private Securities Litigation Reform Act of 1995 dos Estados Unidos e leis de papéis negociáveis canadenses aplicáveis. Neste release, as palavras "antecipar", "acreditar", "estimar", "esperar", "objetivar", "planejar", "prever", "poder", "programa" e palavras ou expressões semelhantes identificam as declarações ou informações de previsão. Essas declarações ou informações de previsão referentes a, dentre outras coisas: o preço da prata e outros metais; a precisão das estimativas de reservas e recursos minerais e estimativas de produção e custo de produção futuras nas nossas propriedades; taxas de produção estimadas de prata e outros metais pagáveis produzidos por nós, o custo estimado do desenvolvimento dos nossos projetos de desenvolvimento; os efeitos das leis, regulamentos e políticas governamentais nas nossas operações, inclusive, sem se limitar a, leis do México que restringem substancialmente a mineração; obtenção ou manutenção dos necessários alvarás, licenças e aprovações das autoridades governamentais; e acesso contínuo à infraestrutura necessária, inclusive, sem limite a, acesso à energia, terra, água e estradas para executar as atividades planejadas.

Estas declarações demonstram a opinião atual da Empresa com relação a eventos futuros e são baseadas em inúmeras suposições e estimativas que, embora consideradas razoáveis pela Empresa, estão sujeitas inerentemente a substanciais incertezas e contingências quanto aos negócios, economia, concorrência, política e social. Muitos fatores conhecidos e desconhecidos, podem fazer com que os reais resultados, performance ou conquistas sejam substancialmente diferentes dos resultados, performance ou conquistas expressadas ou implícitas de tais declarações ou informações de previsão e a Empresa fez suas suposições e estimativas baseada em muitos destes fatores. Tais fatores são, sem se limitar a: flutuação no preço spot e futuro da prata, ouro, metais básicos ou outras commodities (como gás natural, óleo combustível e eletricidade); flutuação do câmbio (como do dólar canadense e peso mexicano contra o dólar dos EUA); mudanças no governo nacional e local, legislação, tributos, controles, regulamentos e desenvolvimento políticos ou econômicos no Canadá e México; dificuldades operacionais ou técnicas na conexão com as atividades de mineração ou desenvolvimento; riscos e perigos associados com as atividades de exploração, desenvolvimento e mineração (inclusive perigos ambientais, acidentes industriais, formações não inusitadas ou inesperadas, pressões, desabamentos e enchentes); riscos relacionados com o merecimento de crédito ou condições financeiras dos fornecedores, refinadores e terceiros com os quais a Empresa faça negócio; incapacidade de obter seguro adequado para cobrir os riscos e perigos; e a presença de leis e regulamentos que venham a impor restrições na mineração, inclusive as impostas pelo México; relações com funcionários; relações e alegações das comunidades locais e populações indígenas; disponibilidade e aumento dos custos de insumo e mão de obra de mineração; a natureza especulativa da exploração e desenvolvimento de mineração, inclusive o risco de obter as licenças, alvarás e aprovações necessárias das autoridades governamentais; redução da quantidade ou classificação de reservas minerais com a mineração das propriedades; o título às propriedades da Empresa; e outros fatores identificados na seção "Risk Factors" do Formulário Anual de Informação da Empresa em "Risks Relating to First Majestic's Business".

Os investidores não devem contar muito com tais declarações ou informações de previsão. Embora a Empresa tenha tentado identificar fatores importantes que possam fazer com que tais resultados sejam substancialmente diferentes, pode haver outros fatores que façam com que os resultados sejam diferentes dos resultados antecipados, estimados ou previstos. A Empresa não pretende assumir nem assume nenhuma obrigação de atualizar tais declarações ou informações de previsão para mostrar mudanças nas suposições ou nas circunstâncias ou quaisquer outros eventos que afetam tais declarações ou informações, exceto quando exigido por lei.

Contact Information