SOURCE: HUGO BOSS

April 26, 2007 11:22 ET

HUGO BOSS no 1º Trimestre de 2007

METZINGEN, GERMANY -- (MARKET WIRE) -- April 26, 2007 --

Primeiro trimestre de sucesso em 2007 para a HUGO BOSS:
Aumento de 9% nas vendas (correção monetária: 12%)
Aumento de 13% no EBIT (ganhos anteriores à aplicação dos impostos)
Aumento de 18% na receita líquida

Metzingen, 26 de abril de 2007. No primeiro trimestre do ano fiscal atual, as vendas da HUGO BOSS AG aumentaram 9% e atingiram 500 milhões de euros (T1 2006: 459 milhões de euros). Com a correção monetária, o aumento nas vendas do grupo de moda internacional contabilizou 12%.

A BOSS Womenswear apresentou um desempenho especialmente bom, dando continuidade ao momento favorável dos períodos anteriores, e suas vendas aumentaram 42% atingindo 62 milhões de euros (T1 2006: 44 milhões de euros). O EBIT (ganhos anteriores à aplicação dos impostos) desse segmento passou de 4 para 10 milhões de euros, com a margem de EBIT crescendo na mesma proporção e atingindo 16% (T1 2006: 10%). A receita líquida chegou a 7 milhões de euros (T1 2006: 3 milhões de euros).

O que também contribuiu para a tendência positiva nas vendas do Grupo HUGO BOSS foram os calçados e os acessórios em couro, com um ganho de 26% até atingir 58 milhões de euros (T1 2006: 46 milhões de euros), bem como a própria empresa de varejo do Grupo, com um aumento de 28% até atingir 52 milhões de euros (T1 2006: 41 milhões de euros).

As vendas na Europa aumentaram 11% no total e atingiram 366 milhões de euros no primeiro trimestre de 2007 (T1 2006: 330 milhões de euros). As vendas na Alemanha aumentaram 7% e atingiram 104 milhões de euros (T1 2006: 97 milhões de euros). Por isso, a HUGO BOSS superou, e muito, o desempenho relativamente fraco do mercado da moda alemã.

Nos continentes americanos, as vendas aumentaram, com correção monetária, 13% ao final do primeiro trimestre do ano fiscal de 2007. O aumento nas reservas divulgadas contabilizou 3% por conta do enfraquecimento do dólar norte-americano frente ao euro. Nos Estados Unidos, as vendas aumentaram 17% em moeda local e 7% em euros e atingiram 54 milhões de euros (T1 2006: 51 milhões de euros).

A Ásia e as demais regiões tiveram desempenhos semelhantes no primeiro trimestre de 2007. As vendas da HUGO BOSS aumentaram 11% nessas áreas em moeda local e 4% na moeda informada e atingiram 48 milhões de euros (T1 2006: 46 milhões de euros).

Os royalties do Grupo apresentaram um ótimo desempenho, contabilizando um total de 11% e 10 milhões de euros no primeiro trimestre do ano fiscal de 2007 (T1 2006: 9 milhões de euros).

O EBIT aumentou 13% em relação ao mesmo período do ano anterior e atingiu 99 milhões de euros no primeiro trimestre de 2007 (T1 2006: 87 milhões de euros). Por conta da atual internacionalização das atividades comerciais da HUGO BOSS, a alíquota de impostos do Grupo chegou a 27,8% (T1 2006: 31,5%). Isso acarretou um aumento de 18% na receita líquida em relação aos valores do ano anterior e atingiu 70 milhões de euros no primeiro trimestre de 2007 (T1 2006: 60 milhões de euros).

O fluxo de caixa aumentou 18% e atingiu 83 milhões de euros no primeiro trimestre do ano fiscal atual (T1 2006: 70 milhões de euros), e o fluxo de caixa livre antes dos dividendos contabilizou -3 milhões de euros (T1 2006: 24 milhões de euros).

"No primeiro trimestre de 2007, a HUGO BOSS continuou a tendência positiva dos anos fiscais anteriores", comentou o Dr. Bruno Sälzer, Presidente do Quadro de Administradores da HUGO BOSS AG. "Por isso, estamos otimistas de que poderemos fechar todo o ano de 2007 de maneira positiva."

O Quadro de Administradores da HUGO BOSS AG prevê um crescimento das vendas com correção monetária entre 8 e 10% para o ano fiscal atual. Os ganhos anteriores à aplicação dos impostos devem crescer entre 12 e 15%.

Visite o nosso site em www.group.hugoboss.com e consulte o Relatório Anual de 2006, além do relatório referente ao primeiro trimestre de 2007 na íntegra, bem como informações adicionais sobre a HUGO BOSS AG.

PM 26 de abril de 2007 e http://hugin.info/131370/R/1121914/206707.pdf

Contact Information



  • Em caso de dúvida, entre em contato com:

    Philipp Wolff
    Diretor de Comunicação

    Telefone: +49 (0) 7123 94-2375
    Fax: +49 (0) 7123 94-2051


    Christoph Löhrke
    Diretor de Relações com Investidores

    Telefone: +49 (0) 7123 94-2552
    Fax: +49 (0) 7123 94-2035