SOURCE: Olympus Pacific Minerals Inc.

Olympus Pacific Minerals Inc.

September 10, 2012 23:07 ET

Milestone: Trabalho de teste metalúrgico prova a viabilidade de Jugan Hill, Bau Goldfield, Leste da Malásia

TORONTO, ONTARIO--(Marketwire - Sep 10, 2012) - Olympus Pacific Minerals Inc., (TSX: OYM)(ASX: OYM)(OTCQX: OLYMF)(FRANKFURT: OP6)

Localizado no leste da Malásia, Central Bau é um grande e histórico campo de ouro com uma estabelecida fonte de ouro NI 43101/JORC(i). Atualmente a Olympus controla 83 % do projeto e irá chegar a 93 % nos próximos dois anos. Nos últimos meses a equipe da Olympus Pacific tem realizado testes de metalurgia no depósito Jugan Hill(ii) no campo de ouro Bau como parte do estudo de viabilidade. O estudo deve ser concluído em 2013. Jugan Hill está aparentando ser maior do que o previsto, é um dos diversos prospectos de ouro da propriedade e a primeira a passar por um teste metalúrgico abrangente. É com prazer que a empresa divulga os resultados da fase 1.

(i)M&I 913.500 oz Au (1.750.800 toneladas @ 1,67 g/t Au) Inferido 2.108.100 oz Au (50.062.000 toneladas @1,31 g/t Au)

(ii)158.500 oz Au Medido ( 3.425.000 toneladas @ 1,44g/t Au), 500.600 oz Au Indicado ( 10.259.000 toneladas @ 1,52g/t)

Resultados da Fase 1 do teste metalúrgico


--  Potencial geral de oxidação de pressão é de 98 % de recuperação de ouro 
--  Potencial geral de Álbion é de 92 % de recuperação de ouro
--  Recuperações de flotação de até 95 % 

Nota: Foram usados concentrados de flotação no cálculo das taxas de recuperação

Central Bau é conhecido por ser semelhante à área de Carlin ao Norte de Nevada, uma das maiores áreas produtoras de ouro do mundo. "Um dos primeiros desafios é identificar o melhor processo para os tipos de minérios no campo de ouro. Estes testes estão confirmando a nossa teoria e isso é muito encorajador". Também semelhante à Carlin, Bau tem uma mistura de minério refratário e não-refratário. A Olympus está interessada na seleção de um processo que maximize a recuperação e minimize os custos durante os estudos de viabilidade. "Embora ainda estejamos no início, os resultados apresentam indicações fortes. Uma possível taxa de recuperação de oxidação de 90-98 % é melhor do que o esperado". John Seton (CEO) também disse: "Os resultados deste teste serão um tremendo incentivo para o projeto porque muitas pessoas acharam que o complexo minério refratário poderia atrapalhar o desenvolvimento de Jugan Hill. E este não é o caso, os resultados estão provando ser um padrão da indústria ou até melhor. Provando que a Oxidação de Álbion e de Pressão são processos viáveis".

A OYM fez uma parceria com os laboratórios SGS de Perth, Austrália, que realizou os testes de moagem e de flotação em quase meia tonelada de amostra do centro com uma classificação média de 2,7g/t Au tomado dos orifícios metalúrgicos perfurados no depósito Jugan Hill.

Metade dos concentrados de flotação foi usada na realização de três testes de oxidação de pressão e de extração de cianeto de ouro. Os concentrados restantes de flotação foram enviados para a Core Technologies/HrlTesting em Brisbane, Austrália. Os concentrados de flotação passaram por um teste de moagem fina de IsaMill e de lixiviação de Álbion, após a extração de ouro CIL.

Fatos importantes - Fase 1

Resultados da moagem


--  Os índices de moagem de bola e de haste apresentados estão dentro da média 
--  O índice de abrasão é muito baixo - o minério é um bom candidato à moagem SAG

Resultados da flotação:


--  A flotação mais grossa pode recuperar potencialmente 95 % do ouro 

Resultados da Oxidação da Pressão no concentrado de flotação


--  Uso de oxidação de pressão a uma temperatura relativamente baixa de 180 graus
    C - recuperação de ouro de 98 % 

Recuperação de álbion no concentrado de flotação


--  Uso do processo álbion - recuperação de ouro de 92 % 

Fase 2:

Nesta fase, a Olympus irá enviar duas amostras de orifícios com uma faixa de classificação de 1,2g/t Au a 4,4 g/t Au para Core Technologies/HrlTesting para trabalho otimizado de teste de moagem e flotação.

Os laboratórios farão o teste Álbion otimizado em metade dos concentrados de flotação. A outra metade passará por outro teste de Oxidação de Pressão na SGS.

Paralelo a isso serão realizados testes de desintoxicação e ambiental, bem como de consumo de reagente e medição do equipamento no estudo de viabilidade.

A Olympus é uma empresa diversificada de produção e exploração de ouro com três ativos centrais localizados no Leste da Malásia e no Vietnã, e um projeto de exploração no Norte das Filipinas. A Empresa tem duas minas de produção de ouro no centro do Vietnã, que gera caixa operacional com a produção atual. O Bau Gold Field está em total viabilidade com o recurso N1 43-101/JORC que deve aumentar no quarto trimestre CY2012 decorrente do programa de perfuração atual da Empresa.

Olympus Pacific Minerals Inc.

John A.G. Seton, CEO

A informação técnica deste press release foi elaborado sob a supervisão do Sr. Rod Murfitt que é um membro do Australasian Institute of Mining and Metallurgy (AusIMM), uma "Pessoa Competente", de acordo com a definição da Edição de 2004 do "Australasian Code for Reporting of Exploration Results, Mineral Resources and Ore Reserve" (Código da Australásia para Relatórios dos Resultados de Exploração, Recursos Minerais e Reserva de Minério" e uma "Pessoa Qualificada" de acordo com a definição do National Instrument 43-101 - Standards of Disclosure for Mineral Projects of the Canadian Securities Administrators (Instrumento Nacional 43-101 - Padrões de Divulgação de Projetos de Minérios dos Administradores de Papéis Negociáveis Canadense). O Sr. Murfitt é um consultor em tempo integral da Empresa e não é considerado "independente" de acordo com o National Instrument 43-101. O Sr. Murfitt autoriza a inclusão neste press release da informação técnica no formato e contexto exibido.

AVISO SOBRE AS DECLARAÇÕES DE PREVISÃO

Certas declarações e informações feitas neste documento são consideradas "Informação de previsão" de acordo com as leis de papéis negociáveis vigentes, inclusive as declarações quanto aos nossos planos para as minas de produção e projetos de exploração, que envolvem riscos conhecidos e desconhecidos, e outros fatores que podem fazer com que os resultados, performance ou conquistas reais da Empresa ou resultados da indústria sejam substancialmente diferentes dos futuros resultados, performance ou conquistas expressadas ou implícitas em tais informações de previsão. As informações de previsão estão sujeitas a diversos riscos e incertezas que podem fazer com que os eventos ou resultados sejam diferentes dos mencionados nas informações de previsão, inclusive, sem limite, falha em estabelecer os recursos estimados ou converter os recursos em reservas mineráveis; diferença na classificação e recuperação do minério obtido do estimado; diferença substancial dos custos de capital e operacionais do estimado; atraso ou a não obtenção das aprovações governamentais, ambientais exigidas ou outras aprovações de projeto; mudanças na legislação ou regulamentos nacionais e locais dos fatores ambientais, royalties, tributação ou investimento estrangeiro; instabilidade política ou econômica; terrorismo; inflação; mudanças nas taxas de câmbio; flutuações nos preços das commodities; atrasos no desenvolvimento de projeto; falta de pessoal com o conhecimento e habilidades necessários para criar e executar programas de exploração e desenvolvimento; dificuldades para fechar contratos de perfuração e outros serviços de exploração e desenvolvimento; dependência de financiamentos do mercado de equidade para o financiamento de programas e para manter e desenvolver propriedades de minérios; e riscos associados ao título das propriedades do recurso devido às dificuldades de confirmar a validade de certas alegações e outros riscos e incertezas, inclusive os descritos nas discussões da administração e nas análises divulgadas pela Empresa. Além disso, as informações de previsão são baseadas em diversas suposições, inclusive, sem limite, as expectativas e opinião da administração; o preço previsto do ouro a longo prazo; a disponibilidade das permissões e direitos de superfície; acesso a financiamento, equipamento e mão de obra, e que o ambiente político nas jurisdições nas quais a Empresa opera continuem a apoiar o desenvolvimento de projetos de mineração ambientalmente seguros. Se um ou mais destes destes riscos e incertezas ou outros riscos e incertezas vierem a se concretizar, ou se uma de nossas suposições venha a ser incorreta, os resultados reais podem ser substancialmente diferentes dos resultados indicados nestas declarações. Os leitores não devem depositar confiança indevida nas declarações de previsão, que são válidas somente até a data deste release. Exceto quando exigido pela lei aplicável dos papéis negociáveis, a Empresa não é obrigada a atualizar nem revisar quaisquer declarações de previsão feitos aqui ou em outro lugar, seja por ocorrência de nova informação, eventos futuros ou outros.

Contact Information



  • Contatos:
    Olympus Pacific Minerals Inc.
    James W. Hamilton, Vice-Presidente, Relações com o Investidor
    +1-416-572-2525
    TF: +1-888-902-5522 ou Tel: +61 800-308-602 (Austrália)
    +1-416-572-4202 (FAX)
    ir@olympuspacific.com
    www.olympuspacific.com