SOURCE: MPX Energia S.A.

November 17, 2010 12:24 ET

MPX anuncia presença de hidrocarbonetos no poço OGX-22 na bacia do Parnaíba

Realizado teste de formação com vazão expressiva de gás

RIO DE JANEIRO, BRASIL--(Marketwire - November 17, 2010) - A MPX Energia S.A. ("MPX" ou "Companhia") (BOVESPA: MPXE3), comunica ao mercado que, através de sua subsidiária OGX Maranhão, identificou a presença de gás na seção devoniana superior do poço 1-OGX-22-MA, no bloco PN-T-68, na bacia terrestre do Parnaíba. A OGX Maranhão, sociedade formada entre MPX (33,3%) e OGX Petróleo e Gás Participações S.A. (66,6%), é a operadora e detém 70% de participação neste bloco, enquanto a Petra Energia S.A. detém os 30% restantes.

Após perfurar os primeiros 10 metros da seção devoniana superior, com fortes indícios de gás, à profundidade de 1.520 metros, a OGX Maranhão decidiu realizar um teste de formação. O poço foi aberto para fluxo atingindo 1.950 psi de pressão com uma chama de aproximadamente 20 metros. Após a conclusão do teste, a perfuração do poço OGX-22, prospecto denominado Fazenda São José, continuará em andamento até a profundidade total estimada de 3.200 metros em buscas de novos objetivos exploratórios.

"A perfuração deste segundo poço também descobridor, realizada em uma nova estrutura pioneira e independente, a 12,5km de distância do 1-OGX-16-MA (Califórnia), confirma a presença de uma província petrolífera na região e ressalta o potencial dos nossos blocos." comentou Sr. Paulo Mendonça, Diretor Geral da OGX.

O poço OGX-22, localizado no bloco PN-T-68, situa-se a aproximadamente 260 km de São Luis, capital do Maranhão. A sonda QG-1, fornecida pela Queiroz Galvão, iniciou as atividades de perfuração no dia 23 de outubro de 2010.

"Esta descoberta adicional reforça nossa convicção acerca da importância estratégica do complexo de geração térmica do Parnaíba, que deverá ser um marco na expansão da geração a gás no Brasil e contribuirá significativamente para o crescimento da MPX", afirmou Eduardo Karrer, CEO da MPX.

O Complexo de Geração Térmica do Parnaíba, uma parceria 70/30 entre a MPX e a PETRA Energia S.A., o qual já possui licença prévia para a implantação de usinas a gás natural que, somadas, podem chegar a 1.863 MW, utilizará o gás natural a ser produzido nos blocos.

Rio de Janeiro, 17 de novembro de 2010.

Eduardo Karrer

Presidente e Diretor de Relações com Investidores

Contact Information

  • Relações com Investidores:
    Flavia Heller
    +55 21 2555-4244

    Maurício Tabet
    +55 21 2555-4241

    ri.mpx@mpx.com.br
    www.mpx.com.br/ri

    Assessoria de Imprensa:
    Roberto Gonzales
    +55 21 2555-4695
    +55 21 8011-0101