SOURCE: United Parcel Service

United Parcel Service

September 23, 2014 12:00 ET

PESQUISA DA UPS: HORA DE APROVEITAR OPORTUNIDADES INEXPLORADAS NO SETOR DE HEALTHCARE

Empresas bem-sucedidas aderem à tecnologia e estratégias de parceria para gerenciar riscos e aproveitar oportunidade

ATLANTA, GA--(Marketwired - Sep 23, 2014) - Um ambiente de riscos crescentes, regulamentos complexos e pressões de custos contínuas impede que executivos de healthcare ajam rapidamente para aproveitar oportunidades inexploradas do setor, de acordo com a 7ª pesquisa anual da UPS "Pain in the (Supply) Chain" Os executivos de healthcare estão planejando parcerias estratégicas e investimento em tecnologia para mitigar riscos e aproveitar oportunidades a nível mundial.

Os fatores mais significativos que contribuem para a incerteza na cadeia de suprimentos de healthcare são regulamentos mais limitados e maiores desafios de proteção de produtos. Pelo terceiro ano consecutivo, a conformidade regulatória é o principal ponto problemático da cadeia de suprimentos, mencionada por 60 porcento dos entrevistados. Além disso, 78 porcento mencionaram a conformidade regulatória e os crescentes regulamentos como as principais tendências que direcionam as mudanças nos negócios e na cadeia de suprimentos. A proteção de produtos também é um desafio crescente no mercado global, com 46 porcento dos entrevistados citando a segurança do produto como o principal desafio e 40 porcento citando danos e desperdício de produtos como a principal preocupação.

Fatores econômicos também estão envolvidos. 49 porcento dos entrevistados ainda sentem o impacto da retração econômica seis anos depois. A maior porcentagem desses entrevistados está localizada nos EUA, onde 60 porcento dos tomadores de decisão de logística de healthcare citam preocupações econômicas. Neste ambiente econômico global, a gestão de custos permanece como a principal preocupação, com 44 porcento dos entrevistados citando-a como a principal preocupação da cadeia de suprimentos.

Apesar de operar em um ambiente de riscos inerentes, apenas 26 porcento dos executivos de healthcare citaram o planejamento de contingências como a principal preocupação da cadeia de suprimentos. Enquanto isso, 34 porcento dos entrevistados na Ásia e 22 porcento na América Latina disseram que mais de um quarto das cadeias de suprimentos de suas empresas foi impactado por eventos não planejados nos últimos três ou cinco anos. Desafios específicos para abordar a continuidade dos negócios incluem eventos que são improváveis ou infrequentes (61 porcento), infraestrutura de backup que é de cara implementação (46 porcento) e pouca ou nenhuma priorização desta área (42 porcento) em comparação a outras questões mais urgentes.

"As empresas que adotam novas tecnologias e estratégias transformativas da cadeia de suprimentos para mitigar riscos possivelmente aproveitarão novas oportunidades de crescimento no mercado de healthcare de amanhã", afirmou John Menna, Vice-Presidente da UPS, estratégia global de healthcare.

Estratégias bem-sucedidas para mitigação de riscos e maior competitividade

Dessas empresas que são bem-sucedidas na mitigação de riscos e competitividade crescente, a maioria está aumentando as parcerias juntamente com investimentos contínuos em tecnologia. Dos tomadores de decisão de logística em todo o mundo:

  • 78 porcento citam a logística e parceiros de distribuição como a principal estratégia para gerenciar custos da cadeia de suprimentos
  • 65 porcento usam a logística e parceiros de distribuição para acessar mercados globais com êxito
  • 61 porcento usam colaboração, incluindo logística investida e parcerias de distribuição, para adotar com êxito novos canais de distribuição e colocação no mercado, enquanto 23 porcento usam fusões e aquisições para tal
  • 59 porcento estão trabalhando com 3PL como principal estratégia para aumentar eficiências e a competitividade

Novamente, neste ano, investir em novas tecnologias é a principal estratégia para aumentar eficiências e competitividade para os próximos anos. Nos últimos três ou cinco anos, 80 porcento dos entrevistados, em todo o mundo, disseram que investirão em novas tecnologias.

Oportunidades inexploradas na cadeia de suprimentos de healthcare

Apesar do progresso em abordar desafios do setor, as oportunidades continuam existindo. Uma dessas áreas é o aumento de novos canais de distribuição e modelos para atender às mudanças nas demandas dos cliente, como comércio eletrônico, urbanização e crescimento da assistência domiciliar. Nos últimos dois anos, 70 porcento ou mais dos entrevistados indicaram que planejam aumentar o uso de novos canais de distribuição. Ainda nesse mesmo período, seu mix de canais permanecem quase idênticos. Isso demonstra que enquanto a intenção de aproveitar oportunidades inexploradas é evidente, a mudança de fato é lenta. Dentre as razões para a lenta mudança, 68 porcento afirmam Aque ainda estão criando suas estratégias de canais diretos.

O crescimento da assistência domicilar está aumentado juntamente com surtos de crescimento esperados na próxima década. Em todo o mundo, 21 porcento dos entrevistados citaram a mudança para assistência domiciliar como uma tendência que direciona as mudanças nos negócios e na cadeia de suprimentos. Os entrevistados relataram que 30 porcento dos produtos darão suporte ao canal de assistência domiciliar nos próximos sete ou dez anos.

Outra área com potencial inexplorado é a de parcerias colaborativas. Em 2011, 62 porcento dos tomadores de decisão entrevistados mencionaram trabalhar com ou maior confiança em um prestador de serviços de logística como a principal estratégia para os próximos anos, com 60 porcento mencionando-a como uma ótima estratégia nos últimos 18 meses. De acordo com os resultados desse ano, 59 porcento a mencionaram como um estratégia nos últimos 18 meses e também nos próximos anos, indicando que o setor de healthcare reconhece a importância da implementação dessas estratégias para aumentar a competitividade. As empresas são lentas ao agir.

A expansão de mercados globais é outra área em que as empresas de healthcare estão investindo amplamente e que continua a oferecer novas oportunidades. Nos últimos 18 meses, 65 porcento exploraram novos mercados globais para expandir sua base de clientes para direcionar novo crescimento de receita. Olhando adiante, 78 porcento buscarão a expansão para novos mercados globais nos próximos três ou cinco anos. Esses entrevistados refletem os dados da pesquisa de 2011, quando 81 porcento dos executivos relataram planejar a expansão para novos mercados globais nos próximos anos.

"Mais mudanças virão na cadeia de suprimentos de healthcare", afirmou Dirk Van Peteghem, Vice-Presidente da UPS, logística de healthcare. "Na UPS, trabalhamos para ficarmos à frente das tendências do setor envolvido e desenvolvemos soluções inovadoras para nossos clientes baseadas em nossa extensiva experiência, infraestrutura e tecnologia líder do setor. Nossa exclusiva abordagem direcionada para soluções permite às empresas um novo nível de agilidade para aprimorar os objetivos do negócio, ao mesmo tempo em que permite a conformidade regulatória e prioriza a proteção de produtos e serviço ao cliente".

Para mais informações sobre a pesquisa da UPS Pain in the (Supply) Chain e para baixar o sumário executivo, visite http://www.pressroom.ups.com/Footer/Media+Kits/Healthcare.

Sobre a UPS:
UPS (NYSE: UPS) é a líder global em logística, oferecendo uma ampla gama de soluções para o transporte de pacotes e frete; a facilitação do comércio internacional e a implantação de tecnologia avançada para gerenciar mais eficientemente o mundo dos negócios. Com sede em Atlanta, a UPS opera em mais de 220 países e territórios no mundo.

A empresa pode ser encontrada na Web em ups.com® e seu blog corporativo pode ser encontrado em blog.ups.com. Para obter notícias diretas da UPS, visite pressroom.ups.com/RSS.

Nota do editor:
Metodologia de Pesquisa

A pesquisa da UPS Pain in the (Supply) Chain de 2014 foi uma pesquisa aprofundada conduzida por telefone pela TNS, em nome da UPS, com mais de 530 executivos de healthcare nos EUA e Canadá, Europa Ocidental, Ásia e América Latina. Entrevistados qualificados eram tomadores de decisão seniores responsáveis pela cadeia de suprimentos e logística nos setores farmacêutico, de dispositivos médicos e biotecnologia. As pesquisas foram conduzidas entre janeiro e março de 2014.

Contact Information