SOURCE: Bombardier Aerospace

October 21, 2010 20:21 ET

Primeira Fase da Nova Instalação de Fabricação e Montagem de Asas da Bombardier em Belfast Está Pronta

Junção de Sucesso de Asas Compostas em Montreal

BELFAST, IRLANDA DO NORTE--(Marketwire - October 21, 2010) - A primeira fase da construção da instalação de 600.000 pés quadrados (55.742 m2) em Belfast que alojará a fabricação e montagem das avançadas asas compostas para o avião comercial CSeries totalmente novo foi completada de acordo com o programado.

A operação de Belfast da Bombardier é responsável pelo design, fabricação e integração das avançadas asas compostas para o avião CSeries, incluindo todas as superfícies de controle de voo e sistemas high-lift.

A primeira fase da nova instalação incorpora uma área de produção, uma "sala limpa" de baixa contaminação e uma área para guardar ferramentas. O equipamento principal, incluindo cortador de material, máquina celular de múltiplos eixos, pré-moldes e autoclave, está sendo instalado e comissionado atualmente para preparar para a produção das asas para os aviões CSeries, que deverá ser iniciada em 2011.

A fábrica, que faz parte de um investimento de 520 milhões de libras esterlinas feito pela Bombardier na sua operação na Irlanda do Norte, está sendo construída para atender altos padrões ambientais. O layout e design da instalação foram otimizados para maior eficiência no consumo de energia e mínimo impacto ambiental. A fábrica será um prédio Leadership in Energy and Environmental Design (LEED) (Liderança em Design de Energia e Meio Ambiente) e um foco especial foi dado a segregação de refugo e reciclagem. LEED é um programa de certificação de terceiros e um benchmark aceito internacionalmente para design, construção e operação de instalações verdes de alta performance.

"Há um ano, comemoramos o início da construção desta nova fábrica e estou muito contente de a primeira fase deste grande investimento - o maior já feito na Irlanda do Norte - estar pronta", disse Michael Ryan, vice-presidente e gerente-geral da Bombardier Aerospace, Belfast. "O desenvolvimento da asa composta e do programa de testes está progredindo como foi planejado, e esperamos iniciar a produção da asa para os aviões CSeries no começo do ano que vem".

Como parte da pesquisa e desenvolvimento da asa, a operação de Belfast da Bombardier desenvolveu uma inovadora tecnologia Resin Transfer Infusion (RTI) (Infusão de Transferência de Resina) para fabricar as grandes peles das asas de uma peça e traves estruturais para a caixa de torque da asa. A empresa fabricou e montou uma asa demonstradora de pré-produção que foi testada com êxito para o máximo em carga, replicando 150 por cento das mais severas que a asa poderia experimentar em serviço.

Várias empresas da Irlanda do Norte se envolveram na produção da asa demonstradora, além das firmas locais que se dedicaram ao design, construção e fornecimento de equipamentos para a nova fábrica de asas. As empresas de engenharia e fabricação da Irlanda do Norte também terão a oportunidade de fazerem licitação para pacotes de trabalho na produção das asas nos próximos meses. Enquanto isso, uma delegação de pequenas e médias empresas de engenharia da Irlanda do Norte participou de reuniões de business-to-business em Washington nesta semana com alguns dos fornecedores da Bombardier nos Estados Unidos. O evento foi organizado pela Invest Northern Ireland.

"O programa de asas para o avião CSeries nos permitiu não apenas promover o desenvolvimento e melhorar as nossas capacidades de materiais compostos como também criou várias empresas novas e benefícios significativos para a economia em geral", disse o Sr. Ryan.

Amostra da Asa Composta se Une à Fuselagem do Avião

A equipe de desenvolvimento de produtos para os aviões CSeries na fábrica de St-Laurent da Bombardier em Montreal reportou sucesso nos testes realizados unindo porção da avançada asa composta à fuselagem do avião.

"O teste unindo a porção externa da asa à caixa central foi uma grande realização durante a fase de design de detalhes do programa do avião CSeries", disse Benjamin Boehm, vice-presidente de Programas da Bombardier Commercial Aircraft. "O teste representa os requisitos de fabricação para o avião bem antes de iniciarmos a produção e estamos empolgados com o trabalho de desenvolvimento do demonstrador e com os resultados obtidos pelas nossas fábricas de Belfast e St-Laurent".

Desde que o programa do avião CSeries foi anunciado no Farnborough Airshow em 2008, a Bombardier registrou pedidos firmes feitos pela Deutsche Lufthansa, Lease Corporation International e Republic Airways no total de 33 aviões CS100 e 57 CS300. Opções foram colocadas no total de 90 aviões CSeries adicionais.

Sobre a Bombardier

Fabricante líder mundial de inovadoras soluções para o setor de transportes, desde aviões comerciais e jatos executivos a equipamentos, sistemas e serviços para transportes ferroviários, a Bombardier Inc. é uma empresa global com matriz localizada no Canadá. As suas receitas para o exercício fiscal encerrado em 31 de janeiro de 2010 foram de US$ 19,4 bilhões e as suas ações são negociadas na Bolsa de Valores de Toronto (BBD). A Bombardier está listada como um componente dos índices Dow Jones Sustainability World e North America. Notícias e informações estão disponíveis no www.bombardier.com.

Aviso para os Editores

Fotos da fábrica de asas estão disponíveis na seção de comunicados de imprensa: www.bombardier.com.

Bombardier, CS100, CS300 e CSeries são marcas comerciais registradas ou não da Bombardier Inc. ou das suas subsidiárias.

Contact Information



  • Contatos:
    Bombardier Aerospace, Belfast
    Helen Gregory
    0044 (0)28 9073 3515
    www.bombardier.com